Angélica defende liberdade sexual da mulher e uso de vibrador: ‘Tem que se tocar e se conhecer’

Para defender a liberdade sexual da mulher, Angélica entrou em um assunto tabu na sociedade: o uso de vibrador

Redação Publicado em 20/09/2021, às 19h10

None
Angélica (Foto: Reprodução / Instagram)

Ao comentar sobre a liberdade sexual feminina, apresentadora Angélica entrou em um assunto tabu na sociedade até hoje: o uso de vibrador. Para ela, é essencial que a mulher conheça seu corpo e seus pontos de prazer. 

Em entrevista à Sabrina Sato, Angélica defendeu o uso de vibrador - e explicou o motivo do equipamento ser importante e ajudar a aumentar o prazer feminino. “Você tem que se tocar, se sentir. É uma coisa que o homem faz muito desde cedo. Anatomicamente facilita muito para ele. Então, para gente, criou-se esse tabu. ‘Cruza a perna, veja a perna, cobre.’ Fica tudo para dentro, meio travado,” disse a apresentadora. 

+++ LEIA MAIS: Prazer feminino, assexualidade e mais: 6 cenas com mais Sex Education de Sex Education

Angélica ainda acrescentou: “Então o vibrador e todas as outras formas de você se conhecer são importantes. São materiais, ferramentas fundamentais até para o casal, para o relacionamento a dois. Na verdade, eu acho que o vibrador pode ser um aliado, e não um concorrente.”

Após as declarações que empoderam o prazer da mulher sem tabu, comentários machistas surgiram dizendo que o apresentador Luciano Huck, marido de Angélica, “não daria conta” - e, por isso, a apresentadora precisava usar o vibrador. 

+++ LEIA MAIS: Sex Education terá livro sobre sexo e relacionamentos; conheça

No entanto, em entrevista à Veja Rio, ela rebateu os comentários. “Quando o casal tem intimidade, o sexo é muito melhor. [...] Ouvi comentários machistas dizendo que a mulher usa vibrador porque o marido não dá conta. Pelo contrário, acredito que assim ele mostra que está muito mais seguro de si,” finalizou Angélica