Após Better Call Saul, AMC quer outro spin-off de Breaking Bad

Dan McDermott, presidente da AMC Networks, revelou que apenas espera por uma ligação de Vince Gilligan e Peter Gould, responsáveis de Better Call Saul

Redação Publicado em 21/06/2022, às 14h50

None
Breaking Bad e Better Call Saul (Foto: Reprodução / AMC)

Com o sucesso absoluto de público e crítica de Better Call Saul, Dan McDermott, presidente da AMC Networks, revelou como quer ver outro spin-off de Breaking Bad produzido pelo canal, segundo informações do NME, e a porta da empresa "está sempre aberta" para a franquia.

Como o site relatou, o executivo compartilhou esperanças de como outro programa dos criadores Vince Gilligan e Peter Gould se concretize para expandir o universo de Breaking Bad. "Posso dizer que se eu pudesse fazer qualquer coisa para encorajar Vince e Peter a continuar neste universo, eu faria," afirmou à Variety.

+++LEIA MAIS: Além de Better Call Saul: veja 5 ideias para spin-off de Breaking Bad [LISTA]

"Acho que você precisaria perguntar-lhes, mas a porta está sempre aberta e eu anseio pelo dia no qual meu telefone toca e Vince, Peter ou nossos amigos da Sony ligam para dizer: 'Ei, temos outro show definido neste universo,'" continuou McDermott. Vale lembrar como Better Call Saul está na sexta e última temporada - com os últimos capítulos transmitidos a partir de 11 de julho de 2022.

Breaking Bad teve cinco temporadas, exibidas entre 2008 e 2013. Seis anos depois do término da icônica série, em 2019, um filme de sequência, intitulado El Camino: A Breaking Bad Movie, foi lançado - e mostrava Jesse Pinkman (Aaron Paul) após eventos do seriado original.

+++LEIA MAIS: Better Call Saul: Site explica reviravolta de Lalo Salamanca no final da primeira metade da 6ª temporada


Better Call Saul terá final 'devastador' para Kim Wexler, diz Rhea Seehorn

Better Call Saul(2015) chegará ao fim com a 6ª temporada, e o spin-off de Breaking Bad (2005) deve finalmente definir destino de Kim Wexler. Conforme a atriz Rhea Seehorn revelou ao Entertainment Weekly, episódios trarão ansiedade e provocações ao público.

Intérprete de Wexler definiu a temporada com algumas palavras: "Implosão. Será devastador, provocador e hilário. Ela não consegue manter o interno e externo separado mais. Um dia a conta pela compartimentalização de Kim chegaria, e é agora."

+++ LEIA MAIS: Better Call Saul: O que esperar da última temporada do spin-off de Breaking Bad?

O final de Kim é um dos destaques da série. As especulações sobre a morte da advogada aconteceram, pois ela não aparece ou é mencionada em Breaking Bad - que se passa após os eventos de Better Call Saul. Caso estivesse viva e morando em Albuquerque, seria natural que cruzasse o caminho de Jimmy.

"Não posso dizer exatamente o que Jimmy e Kim farão após a 5ª temporada. Mas posso dizer que o fio não será solto até a exploração de quais comportamentos de Kim sempre estiveram lá, em comparação às ações dela motivadas por Jimmy," explicou sobre as contradições da personagem.

+++ LEIA MAIS: Better Call Saul: Estreia, trailer e tudo que sabemos sobre 6ª temporada [LISTA]

"É uma jornada muito empolgante, mas que gera ansiedade - especialmente com ela," completou. A relação entre os advogados ganhará contornos mais dramáticos conforme ambos descobrem o mal que causam um ao outro.

Rhea destacou autonomia da própria personagem: "Às vezes é algo lindo, como eles se afetam, mas às vezes é muito perigoso. Fiquei feliz em ver que Peter Gould [um dos criadores da série] continuou a história respeitando a autonomia de Kim e da agência dela. Ela não apanas reage ao Jimmy.

+++ LEIA MAIS: Better Call Saul: Bob Odenkirk volta às filmagens semanas após ataque cardíaco