Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

BTS: Foto de Jin no celular salva jovem de assalto

Foto de Jin fardado na capinha de celular fez assaltante desistir do roubo

por Heloísa Lisboa (@helocoptero) Publicado em 19/07/2023, às 12h26

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Jin no exército (Reprodução)
Jin no exército (Reprodução)

Natali Vitoria Ramos Reis estava no ponto de ônibus, após deixar um curso durante a noite, quando foi abordada por um assaltante. Ao ver uma foto de Jin, do BTS, na capinha do celular da jovem de São José dos Pinhais (Curitiba), o criminoso desistiu de roubá-la e saiu correndo (via Quem).

“Quando ele conseguiu pegar o celular da minha mão, ele virou o aparelho e ficou olhando para minha capinha, onde tem a foto. Ele deve ter pensado: ‘ih, o namorado dela é militar, não vou roubar',” explicou a vítima.

+++LEIA MAIS: Taehyung, do BTS, faz live ouvindo Elis Regina e outros artistas brasileiros

BTS (Divulgação)
BTS (Divulgação)

Jin foi o primeiro membro do grupo de k-pop a se alistar ao serviço militar, em dezembro do ano passado. Em seguida, foi a vez de J-Hope, em abril deste ano. Com o hiato provocado pela lei da Coreia do Sul, os outros integrantes RM, SUGA, Jimin, V e Jungkook estão alavancando as carreiras solo. Eles, no entanto, devem estar alistados até o final de 2023.

A agência do grupo, BigHit Music, afirma que a previsão é de que o BTS retome as atividades em 2025.

Alistamento na Coreia do Sul

Na Coreia do Sul, homens aptos com idade entre 18 e 28 anos devem obrigatoriamente se alistar ao exército. Foi aberta uma excessão para o grupo de k-pop, através da lei apelidada de "Lei BTS", que permitiu que os integrantes se alistassem até os 30 anos. A medalha de Mérito de Ordem Cultural do governo, pela difusão da cultura do país, foi o motivo da decisão. Políticos sul-coreanos tentaram garantir a isenção dos jovens, mas não tiveram sucesso.