Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Capitão América gay retorna aos quadrinhos da Marvel

Aaron Fischer, Capitão América Gay, apareceu pela primeira vez em The United States of Captain America (2021)

Redação Publicado em 06/01/2023, às 13h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Aaron Fischer, o Capitão América gay da Marvel (Foto: Reprodução/Marvel Studios)
Aaron Fischer, o Capitão América gay da Marvel (Foto: Reprodução/Marvel Studios)

Aaron Fischer é o Capitão América abertamente gay da Marvel e deve retornar aos quadrinhos da editora em Captain America: Sentinel of Liberty #8, após quase dois anos longe das páginas, segundo informações do PREVIEWSworld.

A primeira aparição de Aaron Fischer foi na série limitada The United States of Captain America (2021), que tinha objetivo de celebrar 80 anos do icônico herói em cinco edições. Nos capítulos, Steve Rogers viajou pelos Estados Unidos com Bucky Barnes, Sam Wilson e John Walker para localizar o escudo que foi roubado.

+++LEIA MAIS: Chris Evans pode retornar ao papel de Capitão América? Ator responde

Na trama, o protagonista conheceu diversos indivíduos que assumiram o manto do Capitão América para defender as respectivas comunidades. Uma dessas pessoas era Aaron Fischer, responsável por atuar nos Railways. O personagem protege e defende fugitivos e desabrigados.

Em um comunicado, o escritor Joshua Trujillo explicou como o personagem foi "inspirado por heróis da comunidade queer: ativistas, líderes e pessoas comuns que lutam por uma vida melhor. Ele representa os oprimidos e os esquecidos. Espero como a primeira história dele ressoe com os leitores e ajude a inspirar a próxima geração de heróis."

+++LEIA MAIS: Capitão América morreu virgem no MCU? Mulher-Hulk responde

Já em Captain America: Sentinel of Liberty #8, lançado na última quarta, 4, Aaron Fischer concorda em ajudar o Capitão América original e os aliados dele, entre eles a mutante Emma Frost e o diretor da S.H.E.I.L.D, Nick Fury. A missão procura "salvar uma cidade sitiada pela [super-organização criminosa] I.M.A."

Em uma declaração no Twitter, Collin Kelly, escritor da Marvel, falou sobre a importância de Aaron e dos outros Capitães América nesta história inédita: "Aaron – e tudo o que a Rede do Capitão América representa – é uma das peças mais importantes da nova cultura da cultura em uma década. 'Capitão América' é mais do que uma pessoa. É uma promessa."

+++LEIA MAIS: Escudo de Capitão América vai a leilão, lance mínimo a 50 mil dólares