Como Natalie Holt misturou o novo e o clássico para criar uma atmosfera sombria e misteriosa para a trilha sonora de Loki [ENTREVISTA]

A compositora foi responsável por criar melodias com inspirações norueguesas e de ficção científica para a trilha sonora de Loki

Mariana Rodrigues (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 17/07/2021, às 11h00

None
Tom Hiddleston e Sophia Di Martino em Loki, série do Disney+ (Foto Divulgação/Marvel)

[Atenção: esta publicação contém spoilers de Loki (2021)]

Após uma década, Loki (2021)finalmente ganhou uma produção digna do legado do personagem no MCU. A série do Disney+ traz Tom Hiddleston de volta ao papel de um dos vilões mais queridos da Marvel. E, claro, um deus com um propósito glorioso também merece ter as travessuras embaladas ao som de uma trilha sonora à altura. 

Natalie Holt é a responsável pelas músicas de Loki e por criar uma atmosfera misteriosa e obscura nos episódios. Na série, o Deus da Trapaça é preso pela TVA - Autoridade de Variância Temporal após cometer uma alteração na linha do tempo sagrada. Apesar de ser um velho conhecido do público, na produção somos apresentados a uma versão (ou várias) de Loki(Tom Hiddleston) mais sensível e profunda.

+++ LEIA MAIS: Como foi atuar com Loki jacaré? Tom Hiddleston responde

Essa carga dramática é traduzida em intensas composições. Em entrevista à Rolling Stone Brasil, Holt falou sobre as inspirações para a trilha sonora e o processo criativo para honrar a grandeza de Loki: "O grande marco do tema dele era como ele se apresenta para o mundo, como ele se vê como um Deus."

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Loki (@officialloki)

 


A origem de um deus 

Loki é um ambicioso príncipe de Asgard. Mas a origem do personagem tem raízes na mitologia nórdica e a compositora soube muito bem como aproveitar a história original para criar a música tema do Deus da Trapaça:

+++ LEIA MAIS: Spin-off de Loki clássico com Loki jacaré? Richard E. Grant responde

"Obviamente há um toque de folk norueguês com a conexão de Loki com a mitologia nórdica e Asgard. Então utilizamos um nyckelharpa e hardanger fiddle - instrumentos tradicionais do folk," comentou. As referências ao clássico ficam mais evidentes em cenas como quando o Loki clássico (Richard E. Grant) cria a ilusão de uma Asgard para distrair o Alioth no quarto episódio. 

loki clássico criando asgard em cena de loki série do disney+ e da marvel
Richard E. Grant em Loki, série do Disney+ (Foto Divulgação/Marvel)

 

Para criar um clima surpreendente, o tema original foi incrivelmente mixado com "Ride of the Valkyries," de Richard Wagner, canção muito comum em diversas em obras cinematográficas, como Apocalypse Now (1979) e Watchmen (2009). "Tem uma homenagem a ele no tema do Loki com os instrumentos de corda e tem muito drama com os instrumentos de sopro muito fortes," disse.

+++ LEIA MAIS: Chris Hemsworth participou de Loki - e você provavelmente não percebeu

As Valkyries (Valquírias, em português) são criaturas da mitologia nórdica, mas também estão presentes no MCU. Além disso, a compositora contou com ajuda de outros músicos escandinavos - mesmo remotamente - na hora de compor. 

No entanto, Holt não ficou presa no tradicional. Ela explicou como havia um tema para o Loki na Marvel, mas os produtores da série a deram total liberdade para se aventurar nas melodias e nos mais diferentes instrumentos - sejam noruegueses, escandinavos ou não. Por isso, também há uma forte influência de harmonias comuns em obras de ficção científica resultando em uma mistura entre o clássico e o moderno nas composições.

+++ LEIA MAIS: Cenários de Loki são reais ou CGI? Kate Herron responde


Glorioso propósito

Loki foi introduzido no MCU pela primeira vez há 10 anos, em Thor(2011) . Apesar de ser um dos personagens favoritos do público, muitas vezes ficou nas sombras do irmão. Mas a série do Disney+ chegou para mudar isso.

Para traduzir toda essa grandeza - finalmente explorada a fundo - Holt se inspirou na incrível atuação de Hiddleston. Com "todo talento e personalidade" que o ator traz para o personagem, ficou um pouco mais fácil descobrir exatamente quem era Loki. 

+++ LEIA MAIS: Como surgiu romance entre Loki e Sylvie? Roteirista responde

O vilão é conhecido por ser o Deus da Trapaça e poder assumir diferentes formas para enganar aos outros. De certa forma, a compositora utilizou esse poder nas trilha sonora ao criar diferentes versões do tema do personagem para diferentes momentos da série. "Tinha tantas  histórias diferentes acontecendo e tantas chances de contar sobre os diferentes lados de Loki," relembrou.

loki e mobius conversando na tva em cena de loki
Tom Hiddleston e Owen Wilson em Loki, série do Disney+ (Foto Divulgação/Marvel)

 

A compositora exemplificou como em cenas sensíveis, como quando Mobius M. Mobius (Owen Wilson) é desintegrado pela TVA, utilizou diferentes acordes para tornar a situação mais dramática: "Meio que inventei aqueles acordes no piano e era tipo o tema do Loki com diferentes harmonias totalmente trágicas e levavam para um lugar emotivo." Enquanto em ocasiões mais emocionantes, utilizou um ritmo mais acelerado e com batidas de jazz. 

+++ LEIA MAIS: 4 produções para conhecer a carreira de Sophia Di Martino, a Sylvie em Loki [LISTA]

Holt pôde explorar todas essas possibilidades por conta do tempo do projeto, o qual era muito mais longo do que séries de TV tradicionais. Ela explicou como essa liberdade e misturas se tornaram uma das partes favoritas dela: "Essa é a alegria do trabalho, quando você tem tempo para fazer essas versões do tema, amarrar todas juntas."


Novos personagens

O estúdio investiu tanto na história do personagem que não apresentou ao público apenas o Loki que conhecemos, mas também diversas variantes dele mesmo. E não há como negar que uma delas foi a grande estrela da temporada: Sylvie (Sophia Di Martino). Inteligente, ágil e determinada, em muitos momentos ela foi a protagonista da história.

+++ LEIA MAIS: Viúva Negra explica cena de Natasha Romanoff e Loki em Os Vingadores; entenda

Sylvie tem um jeito "durona," mas não engana. Ainda é um Loki e, assim como a variante a qual o público está acostumado, também carrega muitas dores e traumas do passado. "Queria que o tema dela fosse extremamente escuro," explicou Holt. 

loki e sylvie sentados de frente um pro outro no trem em cena de loki
Tom Hiddleston e Sophia Di Martino em Loki, série do Disney+ (Foto Divulgação/Marvel)

 

A canção de Sylvie ganhou ainda mais profundidade quando a compositora a misturou com o tema da mãe de Loki,Frigga. "Quando vemos eles juntos no começo do apocalipse e eles fazem aquela conexão um com o outro, acho que o Loki vê algo nela que o lembra a mãe dele. Então juntei os dois temas, o tema dela e o tema da Frigga estão conectados pelo mesmo instrumento. O tema dela [Sylvie] é forte e escuro, mas tem essa conexão com a família do Loki e a história dele," disse.

+++ LEIA MAIS: Episódio de Loki pode revelar conexão entre irmão de Thanos e TVA

Enquanto para Mobius, quem está longe de ser um vilão com grandes ambições, Holt se inspirou na história do personagem. Ele é um dos melhores agentes da TVA, mas, no fundo, é apenas um cara normal com uma grande paixão por jet skis. A compositora explicou como ouviu Bon Jovi e muitas músicas dos anos 1990 com forte som de guitarras para criar o tema um tema para o "detetive do espaço." 

Claro, novos personagens pedem um novo cenário: a TVA, instituição responsável por impedir alterações na linha do tempo sagrada. Inspirada por séries como Doctor Who e pela compositora Wendy Carlos, Holt trouxe para Loki mais ficção científica ao incluir sons futurísticos misturados com o tic-tac do relógio.

+++ LEIA MAIS: Como Sophia Di Martino, de Loki, inspirou-se em Tom Hiddleston?

A compositora disse que sempre soube da importância da TVA e queria transmitir a grandiosidade dessa organização nas músicas. Holt explicou como, até mesmo Loki, um deus, se sentiu ameaçado e essa era a intenção: "Queria que a TVA tivesse essa beleza e esse senso de onipresença, que você sente que é algo grande, enorme. Esse era meu plano."

Com Loki renovada para a segunda temporada e um final que abre inúmeras possibilidades não só para ele, mas para todos os personagens do MCU, ainda há muito para se explorar - seja no passado, no presente ou no futuro. Por isso, podemos esperar mais composições de tirar o fôlego nas novas produções da franquia.

+++ LEIA MAIS: 6 filmes e séries para conhecer a carreira de Tom Hiddleston - além do MCU [LISTA]


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL