Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Copa do Mundo: Morre segundo jornalista durante cobertura no Catar

Khalid Al-Misslam era fotojornalista da Al Kass Sports; causa da morte na Copa do Mundo do Catar ainda não foi confirmada

Redação Publicado em 11/12/2022, às 17h31

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Khalid Al-Misslam (Foto: Reprodução/Twitter)
Khalid Al-Misslam (Foto: Reprodução/Twitter)

Em menos de uma semana, morreu o segundo jornalista durante cobertura na Copa do Mundo de 2022, que acontece no Catar, segundo informações do SportBuzz. Khalid Al-Misslam era fotojornalista da Al Kass Sports, que confirmou a notícia nas redes sociais.

"Com enorme tristeza, e corações que acreditam na vontade e no destino de Deus, os canais Al Kass Sports lamentam a morte," escreveu a empresa catari no Twitter. Até o momento, a causa do falecimento de Al-Misslam não foi confirmada.

+++LEIA MAIS: Irmão de Grant Wahl acredita que jornalista foi assassinado no Catar


Morre jornalista Grant Wahl, aos 48 anos, em cobertura da Copa do Mundo

Enquanto cobria a partida entre Argentina e Holanda pelas quartas de final da Copa do Mundo, na última sexta, 9, o jornalista esportivo estadunidense Grant Wahl morreu no Catar. A causa ainda é desconhecida.

À CNN, uma testemunha afirmou como Wahl "desabou" durante o jogo. Já os organizadores dizem que o jornalista "passou mal," recebeu tratamento médico no local, mas não resistiu.

+++LEIA MAIS: Copa do Mundo: Homem invade partida entre Portugal e Uruguai em protesto

"Toda a família US Soccer está com o coração partido ao saber que perdemos Grant Wahl. Grant fez do futebol o trabalho de sua vida e estamos arrasados ​​porque ele e sua escrita brilhante não estarão mais conosco," falou Federação de Futebol dos Estados Unidos em comunicado oficial.

No dia 6 de dezembro de 2022, o jornalista participou do podcast Futbol with Grant Wahl e falou que teve mal-estar, mas melhorou após tomar xarope para tosse e anti-inflamatório: "Fiquei muito mal em termos de aperto no peito, tensão, pressão. Estou me sentindo bem preocupado, mal."

Este não é meu primeiro rodeio. Já participei de oito desses na categoria masculina. E assim, fiquei doente até certo ponto em todos os torneios, e trata-se apenas de tentar encontrar uma maneira de gostar de fazer seu trabalho.

+++LEIA MAIS: Spike Lee deseja boa recuperação a Pelé e apoia Brasil na Copa do Mundo

Além disso, Grant Wahl chamou atenção no Catar após apoiar direitos LGBTQIA+ com uma camiseta de arco-íris. Vale lembrar como o país tem lei que proíbe casamento entre pessoas do mesmo gênero - e reprime manifestações públicas. Por conta disso, o jornalista foi detido, mas foi liberado após 25 minutos, e recebeu pedido de desculpas da segurança e representante da Fifa.