Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Copa do Mundo: Neymar pode homenagear Bolsonaro se fizer gol pelo Brasil

Segundo jornalista, Neymar pode homenagear Bolsonaro na Copa ao fazer 22 com a mão - ou gesto de 'arma'

Redação Publicado em 24/11/2022, às 12h06

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Neymar (Foto: Dean Mouhtaropoulos/Getty Images) e Jair Bolsonaro (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)
Neymar (Foto: Dean Mouhtaropoulos/Getty Images) e Jair Bolsonaro (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

Com primeiro jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo 2022 marcada para acontecer na tarde desta quinta, 24, Neymar pode homenagear Jair Bolsonaro no primeiro gol dele no campeonato, segundo o jornalista Valmir Moratelli, da Veja. Vale lembrar como o jogador foi um dos principais famosos a apoiar o atual presidente.

Como o jornalista reportou, o camisa 10 e atacante brasileiro pode fazer um gesto de 22, número usado por Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2022, com as mãos. Porém, existe outra possibilidade: o jogador pode fazer gesto de "arma," mas isso pode não ser bem-visto.

+++LEIA MAIS:


Badaui, do CPM 22, critica atitudes de Neymar antes da Copa: 'Fod*-se a seleção'

Fernando Badaui, vocalista do CPM 22, usou suas redes sociais para opinar sobre comportamentos da seleção brasileira de futebol. Para o músico, é compreensível que os torcedores tenham perdido conexão com o time.

"Desde 2002 se ouve que o povo perdeu a identificação com a seleção brasileira," afirmou Badaui no Twitter (via Tenho Mais Discos que Amigos), "muito pela maneira que joga e pela distância criada por jogadores mimados, antipáticos que saem do ônibus com fone de ouvido e nem olham pro lado," continuou.

+++ LEIA MAIS: João Rock 2022: CPM22 faz show nostálgico e celebra festival: 'Valoriza o rock'

Neymar ainda foi citado como "a cereja do bolo" para a antipatia da seleção brasileira. O jogador desrespeitou acordo firmado entre atletas e comissão técnica sobre não se manifestar antes das eleições e declarou voto em Jair Bolsonaro - com direito a participação em live do candidato.

Apesar disso, segundo levantamento do UOL, 80% dos jogadores não votam nas eleições brasileiras. Entre os motivos estão o desinteresse e a irregularidade do título de eleitor, que precisa ser atualizado com a cidade onde cidadão reside. Ainda que o voto em trânsito seja permitido, ele deve ser feito na embaixada.

+++ LEIA MAIS: Let’s go! CPM22 faz show histórico em comemoração aos 26 (e meio) anos

Badaui terminou fala com recado: "Fod*-se a seleção."