Cowboy Bebop: 4 motivos para assistir ao live-action do anime dos anos 1990 [LISTA]

O live-action de Cowboy Bebop chegou à Netflix nesta sexta com estética fiel ao anime ogirinal

Mariana Rodrigues (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 19/11/2021, às 21h42

None
Cowboy Bebop (Foto: GEOFFREY SHORT/NETFLIX)

A série live-action de Cowboy Bebop chegou à Netflix nesta sexta, 19, e atraiu atenção do público, principalmente de quem acompanhou o anime original na década de 1990. A produção acompanha um grupo de caçadores de recompensas que vão atrás dos vilões mais procurados do espaço. 

Com personagens cheios de personalidades, roteiro envolvente e ótimas cenas de ação, o anime é um prato cheio para os fãs do gênero e a versão da Netflix se mostrou uma boa adaptação, que soube manter a essência da trama original. Pensando nisso, a Rolling Stone Brasil listou quatro motivos para assistir Cowboy Bebop agora mesmo. Confira:

+++ LEIA MAIS: Cowboy Bebop: Por que John Cho se recusou usar peruca em live-action?

Estética do anime

Um dos pontos fortes da adaptação com certeza é a estética. A série soube ser fiel ao anime, desde a abertura e trilha sonora até no estilo das lutas e nos traços dos personagens principais. Além disso, Cowboy Bebopainda encontrou uma forma de ser original do próprio jeito, oferecendo mais conteúdo para os telespectadores. 

John Cho no papel de Spike Spiegel

Esse está longe de ser o primeiro papel de John Cho e, exatamente por isso, o ator veterano entregou talento mais uma vez. A versão de Spike Spiegel criada por Cho é carismática e habilidosa, se mostrando uma ótima adaptação. Além disso, ele se destaca não somente na performance, mas também no visual caraterístico do cowboy, o qual foi respeitado no live-action.

+++ LEIA MAIS: Cowboy Bebop: Julia terá destaque em série da Netflix

Trilha sonora de Yoko Kanno 

Animes costumam ter trilhas sonoras marcantes e com Cowboy Bebop não foi diferente – e para alegria do público, o compositor original Yoko Kanno retornou para o live-action. Kanno tem a grande habilidade de fundir jazz, clássico e blues em canções que se tornaram a marca registrada do anime e a série também ganhou composições envolventes que deixam os episódios mais emocionantes.

Episódios rápidos perfeitos para uma maratona

Diferente do anime, Cowboy Bebopchegou com apenas 10 episódios na Netflix. Apesar de serem poucos comparados aos 26 da animação, são envolventes e fazem o público se divertir sem perceber o tempo passar. Além disso, a trama descomplicada torna a série fácil de ser maratonada – apesar de pecar, de certa forma, em um dos pontos fortes do anime que é o mistério por trás dos personagens e das histórias. Mesmo assim, ainda é uma boa opção para quem procura uma série com cenas bem-humoradas e muita ação.

+++ LEIA MAIS: Cowboy Bebop: John Cho admite que treino para série foi 'estressante'

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Cowboy Bebop (@bebopnetflix)