Dakota Johnson responde críticas após caso Johnny Depp e Amber Heard: ‘Pelo amor de Deus, por que estou envolvida?’

Atriz recebeu diversos comentários negativos após vídeo com Johnny Depp viralizar nas redes sociais

Redação Publicado em 29/06/2022, às 12h32

None
Dakota Johnson (Foto: Vittorio Zunino Celotto/Getty Images) e Johnny Depp (Foto: Kevin Dietsch/Getty Images) e Amber Heard (Foto: Reprodução/Variety)

Dakota Johnson se abriu sobre os comentários que recebeu desde o julgamento entre Johnny Depp e Amber Heard em entrevista à Vanity Fair. A atriz viralizou nas redes sociais com um vídeo de 2015, onde ela aparece em uma coletiva de imprensa com Depp no Festival de Cinema de Veneza.

Na ocasião, os atores estavam promovendo o filme Aliança do Crime (2015) e no vídeo Johnson comenta sobre os dedos enfaixados do ator e ri após ele explicar o que causou o machucado. Os dedos de Depp foram uma parte importante do julgamento, pois ele alegou que Heard os cortou com a ponta de uma garrafa de vodka durante uma briga.

+++ LEIA MAIS: Dakota Johnson acha cultura do cancelamento ‘deprimente’: ‘Odeio esse termo’

Internautas começaram a compartilhar e analisar o vídeo em questão, divulgando-o com títulos como “o momento EXATO que Dakota Johnson SOUBE que Amber Heard foi VIOLENTA com Johnny Depp,” o qual conta com três milhões de visualizações.

“Estava tipo, ‘pelo amor de Deus, por quê? Por que estou envolvida nisso?,” disse a atriz à Vanity Fair. “Não me lembro disso, mas por favor, me tirem disso. Não deixem isso ir mais longe. Você pode imaginar, oh, meu Deus, se eu fosse chamada para o banco das testemunhas? Não posso acreditar que as pessoas estão assistindo [o julgamento] como se fosse um programa. É como se fosse um drama de tribunal e meu coração se parte. É tão, tão, tão louco. Os humanos são tão estranhos. A internet é um lugar selvagem.”

+++ LEIA MAIS: Cinquenta Tons de Cinza: Dakota Johnson revela polêmicas e desentendimentos no set

Johnson não comentou sobre a decisão do júri no caso Depp-Heard, mas refletiu sobre a “cultura do cancelamento”: “O que eu luto contra em termos de cultura de cancelamento é o termo cultura de cancelamento – todo o conceito por trás do cancelamento de um ser humano, como se fosse um compromisso. Nenhuma pessoa não cometerá erros em sua vida.”