Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

De Taylor Swift a Beyoncé: Forbes elege as 100 mulheres mais poderosas do mundo em 2022

Composta por 100 personalidades de diferentes categorias, a lista conta com alguns nomes do entretimento; confira as artistas citadas na lista

Redação Publicado em 07/12/2022, às 14h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Taylor Swift (Foto: Getty Images), Beyoncé (Foto: Kevin Winter/Getty Images) e Rihanna (Foto: Dimitrios Kamboris / Getty Images)
Taylor Swift (Foto: Getty Images), Beyoncé (Foto: Kevin Winter/Getty Images) e Rihanna (Foto: Dimitrios Kamboris / Getty Images)

Com o fim do ano cada vez mais próximo, a Revista Forbes divulgou uma lista das 100 mulheres mais poderosas do mundo em 2022, na última terça-feira, 06. Grandes nomes do entretenimento, Taylor Swift, Rihanna, Beyoncé, Oprah Winfrey e Reese Witherspoon foram algumas das citadas.

Liderando o ranking criado pela Forbes, a mulher considerada como a mais poderosa do mundo é Ursula von der Leyen, a presidente da Comissão Europeia. Natural da Bélgica, a doutora em Medicina ainda é uma das vice-presidentes da União Democrata-Cristã (CDU), partido alemão de centro-direita.

+++LEIA MAIS: Beyoncé, Paramore, Harry Styles: as 50 melhores músicas de 2022, segundo o NME

Já quando o assunto são as mulheres mais poderosas do universo do entretenimento, o primeiro nome a aparecer na lista é de Oprah Winfrey. Apresentadora de um dos programas mais famosos da televisão norte-americana, a jornalista e empresária de 68 anos ocupa o 24º lugar na lista da Forbes.

Confira as personalidades do entretenimento que marcaram presença no ranking da revista:

Rihanna, em 73º lugar

Primeira cantora citada na lista, Rihanna assumiu a posição graças ao seu patrimônio, avaliado em US$ 1,4 bilhão. Segundo a Forbes, via G1, grande parte dessa fortuna vem da Fenty Beauty, marca de cosméticos fundada pela cantora em de setembro de 2017 que, apenas em 2020, gerou mais de US$ 550 milhões em receita. Isso tudo sem contar a participação de Rihanna na marca de lingerie Savage x Fenty — que, em fevereiro de 2021, foi avaliada em cerca de US$ 1 bilhão.

+++LEIA MAIS: Rihanna cita Beyoncé como umas das artistas cotadas para a próxima edição do Savage x Fenty Show

Taylor Swift, em 79º lugar

Mais jovem entre as mulheres citadas na lista, com apenas 32 anos, Taylor Swift chegou à 79ª posição no ranking principalmente por culpa dos recordes que já quebrou. Um deles diz respeito ao fato da cantora ter se tornado a primeira artista a ocupar o Top 10 da Billboard Hot 100 na história da lista.

Beyoncé, em 80º lugar

Poucos meses depois de lançar o disco Renaissance, Beyoncé foi eleita a 80ª mulher mais poderosa do mundo em 2022. Muito disso porque, além de arrecadar cerca de US$ 5 milhões por show durante a turnê On the run II, que fez ao lado do marido Jay-Z, Queen Be ainda recebeu nove indicações ao Grammy em novembro, tornando-se a artista com mais indicações na história da premiação.

Reese Witherspoon, em 86º lugar

Considerada a atriz mais rica do mundo, Reese é dona de um patrimônio avaliado em US$ 116 milhões. Fundadora da Hello Sunshine — a produtora responsável por séries como Big Little Lies e Little Fires EverywhereWitherspoon vendeu a empresa, que é avaliada em US$ 900 milhões, em meados de 2021. Isso tudo sem contar a comissão que a atriz recebeu por participar de 10 episódios do The Morning Show: um total de US$ 20 milhões.

+++LEIA MAIS: Legalmente Loira 3 será inspirado em Top Gun: Maverick, diz Reese Witherspoon

Shonda Rhimes, em 93º lugar

Dona da Shondaland e de um patrimônio avaliado em US$ 81 milhões, Shonda Rhimes foi responsável por grandes séries nos últimos anos, como Grey's Anatomy, Scandal e How to Get Away with Murder. Antiga integrante da ABC — emissora em que ganhava US$ 10 milhões ao ano, durante quatro anos —, a produtora foi contratada pela Netflix em 2017, quando aceitou trabalhar na gigante do streaming durante cinco anos por pelo menos US$ 150 milhões.

Dolly Parton, em 96º lugar

Uma das maiores compositoras do country internacional, a cantora já assinou mais de 3 mil músicas, que compõem um catálogo avaliado em cerca de US$ 150 milhões. Também conhecida por sua filantropia, Parton chegou a doar US$ 1 milhão para a pesquisa da vacina da Moderna contra o Coronavírus e ainda recebeu US $ 100 milhões de Jeff Bezos em novembro de 2022 — sendo que o CEO da Amazon lhe deu total liberdade para doar o dinheiro como bem entendesse.

+++LEIA MAIS: Demi Lovato diz voltar a estúdio e fãs especulam sobre novo disco