Dragon Ball: Transmissão da animação é suspensa na Argentina por cena de de assédio sexual; entenda

A exibição da série animada Dragon Ball Super foi interrompida no país após uma denúncia de cena que incitaria assédio sexual

Redação Publicado em 01/09/2021, às 16h53

None
Pôster de Dragon Ball Super (Foto: Reprodução)

A série animada Dragon Ball Super (2015) foi retirada do ar na Argentina por cena que insinuaria assédio sexual em um dos episódios. De acordo com veículos do país, Ministério da Mulher, Políticas de Gênero e Diversidade Sexual da província de Buenos Aires apresentou uma denúncia contra a animação junto à Defensoria Pública da Nação.

"O episódio, que foi assistido nas telas da Argentina, reproduziria o exercício de violência sexual de um idoso contra uma menor, em um contexto de aceitação social, em que a violação de uma menina foi naturalizada," diz a denúncia segundo O Globo.

+++ LEIA MAIS: Quem afinal é o mais forte: Goku ou Superman?

Dragon Ball Superfoi transmitido de 2015 a 2018 e estava sendo reprisado na televisão argentina. Na cena em questão, Mestre Kame, um idoso, pede a Pual, um animal transformista, que vire "uma bela jovem," dizendo que "seu ponto fraco são pensamentos pervertidos que ele quer superar."

Pual se transforma em uma garota e fica presa em uma casa com Kame, quem tenta agarrá-la, mesmo com a menina se recusando a isso enquanto os outros personagens apenas observam a cena constrangidos.

+++ LEIA MAIS: Dragon Ball Super: divulgada primeira imagem do personagem Goku

De acordo com veículos locais, o Cartoon Network e a WarnerMedia - estúdios responsáveis pela animação - receberam a denúncia, expressaram grande preocupação e afirmaram que vão rever todo o conteúdo da série caso ela volte a programação.


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!