Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Elon Musk critica O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder: 'Tolkien se revira no caixão'

Rivalidade entre Elon Musk e Jeffrey Bezos, dono da Amazon, ficou bastante conhecida nos últimos anos

Redação Publicado em 06/09/2022, às 09h54

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Elon Musk (Foto: Pascal Le Segretain/Getty Images) e Galadriel em O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder (Foto: Reprodução/Prime Video)
Elon Musk (Foto: Pascal Le Segretain/Getty Images) e Galadriel em O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder (Foto: Reprodução/Prime Video)

CEO da Tesla, Elon Musk criticou O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder, uma das maiores séries de televisão da história, e disse, nas redes sociais, que J. R. R. Tolkien, criador da franquia, "está se revirando no túmulo."

Em um segundo tuíte, Musk "justificou" o motivo de não gostar da série mesmo antes da temporada acabar: "Quase todos os personagens masculinos até agora são covardes, idiotas ou ambos. Apenas Galadriel [interpretada por Morfydd Clark no seriado] é corajosa, inteligente e simpática."

+++LEIA MAIS: Os Anéis do Poder: 5 curiosidades sobre a nova série do Prime Video

Os Anéis de Poder se tornou sucesso instantâneo no Amazon Prime Video, e dados revelaram como a série criada por JD Payne e Patrick McKay teve mais de 25 milhões de espectadores no primeiro dia. Ou seja, essa marca representa o melhor desempenho para uma produção original da história da plataforma. Com dois episódios disponibilizados até o momento, a primeira temporada terá oito capítulos ao todo.


O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder ignoraram sugestões de Jeff Bezos para o roteiro

Jeff Bezos, fundador da Amazon, fez uma aparição surpresa na estreia global de O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder (2022), que conta com o maior orçamento já investido em uma série de televisão, e agradeceu aos produtores executivos Patrick McKay e John D. Paynena por ignorarem suas sugestões para a série.

+++ LEIA MAIS: George R.R. Martin quer que House of the Dragon seja maior que O Senhor dos Anéis: 'Sou competitivo'

Durante o evento de estreia, sediado na Leicester Square, Londres, Bezos indicou ao The New York Post que a equipe de roteiristas teve total liberdade na trama, e agradeceu aos cineastas por darem continuidade ao universo de J.R.R. Tolkien, que teve os direitos adquiridos pelo bilionário em 2017.

O sonho de todo showrunner – e quero dizer todo showrunner – o sonho deles é obter notas sobre roteiros e cortes iniciais do fundador e presidente executivo. Mas, eu preciso agradecer a vocês por me ignorar exatamente nos momentos certos.

Bezos admitiu que algumas pessoas “questionaram a escolha” de McKay e Payne, já que os cineastas ainda não possuem grandes títulos no currículo, mas expressou sua gratidão por serem escolhidos, afirmando ser "a melhor escolha que poderiam tomar". Ainda na coletiva, o empresário explicou como conheceu o universo de Senhor dos Anéis.

+++ LEIA MAIS: Peter Jackson quis fazer hipnoterapia para esquecer trilogia O Senhor dos Anéis

“Foi meu avô que me apresentou a [J.R.R.] Tolkien”, disse Bezos. “Eu me apaixonei imediatamente. Eu devia ter uns 13 ou 14 anos. Apaixonei-me pela aventura, claro, pelo universo detalhado, pelos sentimentos de esperança e otimismo, pela ideia de que todos têm um papel a desempenhar. E estou feliz em informar que esse ciclo continua hoje.”

Bezos reconheceu o privilégio de trabalhar em O Senhor dos Anéis e a grande responsabilidade que é para os fãs, e finalizou o discurso comentando sobre os conselhos que recebeu dos filhos para a história.

+++ LEIA MAIS: Senhor dos Anéis: Trailer, estreia e tudo que sabemos sobre série Os Anéis de Poder [LISTA]