Euphoria: Organização critica 'glamourização' de drogas, sexo e violência na série; entenda

Organização estadunidense contra uso de drogas criticou a forma como Euphoria mostra o consumo das substâncias entre os jovens

Redação Publicado em 27/01/2022, às 15h05

None
Zendaya como Rue em Euphoria (Foto: divulgação/HBO)

A organização Drug Abuse Resistance Education – D.A.R.E. [Educação para a Resistência às Drogas e Álcool, em tradução livre] criticou a série Euphoria (2019), da HBO, afirmando que o programa glamouriza o uso de drogas, sexo e a violência entre jovens nos Estados Unidos. Em comunicado enviado ao TMZ, escreveram:

“Em vez de incentivar o desejo de cada pai de manter os filhos a salvo das consequências potencialmente horríveis do abuso de drogas e outros comportamentos de alto risco, o drama televisivo da HBO, Euphoria, opta por glorificar e retratar erroneamente o uso de drogas por estudantes do ensino médio, vício, sexo anônimo, violência e outros comportamentos destrutivos tão comuns e difundidos no mundo de hoje.”

+++ LEIA MAIS: Euphoria: ‘Era como um filme de romance,’ afirma Jacob Elordi sobre cenas com Sydney Sweeney

O D.A.R.E. é uma organização na década de 1980, durante o governo de Ronald Reagan, e tem uma política rigorosa contra uso de drogas. Apesar disso, não tem uma boa reputação nos EUA, pois a partir de 1992 aumentou o índice de adolescentes utilizando drogas mesmo com o programa nas escolas, segundo dados da Universidade de Indiana (via PopLine).

O comunicado continua: “É lamentável que a HBO, redes sociais, críticos de programas de televisão e a publicidade paga tenham escolhido definir o programa como ‘inovador,’ em vez de reconhecer as possíveis consequências negativas para jovens em idade escolar que hoje enfrentam riscos e desafios de saúde mental sem precedentes.”

+++ LEIA MAIS: Euphoria: 'Estava enlouquecendo,' relembra Sydney Sweeney sobre cena de Cassie no banheiro

Desde a estreia em 2019, Euphoria se tornou um sucesso entre o público jovem-adulto. Por conta da linguagem utilizada, nudez e uso de drogas explícitos, a série foi classificada para maiores de 18 anos no Brasil e o próprio elenco alertou a intensidade dos episódios. Nas redes sociais, Zendaya pediu para assistirem às cenas apenas se estiverem confortáveis:

“Sei que já disse isso antes, mas quero reiterar a todos que o Euphoria é para o público adulto. Esta temporada, talvez até mais do que a anterior, é profundamente emocional e lida com assuntos que podem ser desencadeantes e difíceis de assistir. Por favor, assista apenas se você se sentir confortável. Cuide-se e saiba que de qualquer forma você ainda é amado e ainda posso sentir o seu apoio.”

+++ LEIA MAIS: Euphoria: 5 curiosidades sobre série - Diário de Cassie, maquiagens e mais [LISTA]

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Zendaya (@zendaya)

 

Euphoria: 2ª temporada

Conforme explicado anteriormente por Zendaya, a segunda temporada foca na relação entre Rue e Jules (Hunter Schafer) — parte importante dos episódios especiais lançados entre temporadas. Além das atrizes, a maior parte do elenco da primeira temporada retornou para os novos episódios, como Sydney Sweeney, Angus Cloud, Barbie Ferreira, Maude Apatow, Javon Walton, Jacob Elordi, Austin Abrams, Algee Smith, Alexa Demie, Storm Reid e Nika King.

Os episódios são lançados aos domingos às 23h na HBO Max. Confira o trailer: