Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Ezra Miller acreditava ser um 'Messias' e recrutou seguidores 'vulneráveis'

Segundo Vanity Fair, Ezra Miller começou a acreditar que era um 'Messias' após contratar um conselheiro espiritual

Redação Publicado em 20/09/2022, às 09h03

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Ezra Miller em tapete vermelho da DC Comics (Foto: Getty Images)
Ezra Miller em tapete vermelho da DC Comics (Foto: Getty Images)

Além das polêmicas no Havaí e Islândia, uma nova reportagem da Vanity Fair descobriu novas acusações contra Ezra Miller, estrela da franquia Animais Fantásticos e Onde Habitam e The Flash. Segundo o site, o ator acreditava ser um 'Messias' e recrutou seguidores "em um período de vulnerabilidade."

Para elaborar a matéria, os jornalistas Julie Miller, Anthony Breznican e Savannah Walsh falaram com mais de 12 pessoas atual e anteriormente afiliadas a Miller, como porta-vozes, colegas e ex-parceiros. Segundo o texto, a maiorias das pessoas entrevistadas descreveram as polêmicas do ator como "uma conflagração dos problemas de saúde mental que o ele reconheceu, com drogas, armas e alegações estranhas."

+++LEIA MAIS: Ezra Miller pede desculpas a Warner por 'atenção negativa' de Flash após polêmicas, diz site

Onde tudo começou: Islândia

Como Vanity Fair reportou, a sequência de atitudes bizarras do ator começaram no início da pandemia do covid-19, quando a produção de Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore (2022) foi interrompida. Uma fonte próxima ao artista afirmou como ele começou a agir impulsivamente e marcou uma viagem à Islândia, onde foi acusado ​​de enforcar pessoas duas vezes.

Três das fontes do site afirmaram como as primeiras atitudes violentas de Ezra Miller tiveram origem no estresse emocional que ele sentiu após o divórcio dos pais. Um porta-voz do ator, no entanto, explicou como a separação não foi um fator contribuinte, mas citou "uma combinação de questões complexas relacionadas ao estresse."

+++LEIA MAIS: Ezra Miller é 'simpático', mas 'precisa de uma intervenção séria', segundo diretora

Eis que Ezra Miller surge com a ideia de ser Messias

Durante período na Islândia, Miller teria contratado um conselheiro espiritual, quem teria dito ao ator "como [ele era] o próximo Messias e que os maçons enviavam demônios para matá-lo." Outra fonte afirmou como Ezra Miller se tornou "cada vez mais narcisista" ao longo desse período - e muitas vezes ficava perto de jovens porque eram "mais maleáveis."

[Ezra Miller] falaria sobre o metaverso, medicina, como ele é o Messias e qual é o trabalho [dele] na Terra. Dizia como a prática espiritual dele é estar entre o povo – o que significa festa. Então, quando na Islândia, ele saía de casa sem parar. [Os lugares] favoritos eram as raves, onde bebia por dois ou três dias.

Além disso, outra fonte da Vanity Fair alegou como Ezra Miller tendia a "recrutar" jovens seguidores para o círculo dele "em um período de vulnerabilidade," e os atraía com ofertas lucrativas, como se juntar à banda de Miller e ele produzir um disco para eles, cuja promessa "nunca pareceu se materializar."

+++LEIA MAIS: Ezra Miller acredita ser a vítima de vídeo em que agride mulher; entenda