Eu, Robô: como filme se conecta com Fundação, série de sci-fi baseada em obra de Asimov?

Fundação, série da Apple TV+, e Eu, Robô são inspirados nas obras de Isaac Asimov - personagem androide pode ser conexão entre os dois universos

Dimitrius Vlahos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 26/10/2021, às 14h23 - Atualizado em 27/10/2021, às 08h27

None
Fundação / Eu, Robô (Fotos: Divulgação / Apple TV+ / Reprodução / 20th Century Fox)

Fundação (2021), baseada na série de livros homônima de Isaac Asimov publicada a partir de 1942, deu pistas de universo compartilhado com Eu, Robô(1950), também do mesmo autor. David Goyer, showrunner, imagina pelo menos oito temporadas para a produção e a possibilidade de interligar mais obras de Asimov, referência da literatura de ficção científica. 

A aparição de Eto Demerzel (Laura Birn) em Fundação (2021) evidenciou parte dessa ambição. O personagem é o único androide na civilização, e isso é explicado pelo preconceito originado na Guerra dos Robôs, causador do desaparecimento de outros personagens do mesmo tipo. O sentimento anti-robô aparece na Série Robôs (1950) - a qual inclui o livro Eu, Robô (inspiração para parte do enredo do filme com Will Smith). Assim, uma produção introdutória, mostrando esses eventos, poderia acontecer, unindo as histórias de Asimov também nas produções audiovisuais

+++ LEIA MAIS: King Richard: Criando Campeãs: Estreia, trailer e tudo o que sabemos sobre filme com Will Smith [LISTA]

As semelhanças não param por aí: Eto Demerzel é um dos codinomes de R. Daneel Olivaw, protagonista em diversos livros de Asimov na Série Robôs. A presença do androide nas duas histórias confirma a conexão entre os universos. O papel de Demerzel é fundamental nos livros, pois é um dos arquitetos da Fundação - resistência visando diminuir o período de trevas da humanidade. Resta saber se, na série, o personagem terá o mesmo destino.


Sobre o que é a série Fundação?

A série de ficção científica explora um universo gigante, povoado por mais de 10 trilhões de pessoas. Gaal Dornick, jovem extremamente inteligente, é convidada a deixar o planeta  Synnax - mundo repleto de repressão e obscurantismo - após resolver um teorema quase impossível. Junta-se a Hari Seldon, responsável por fazer previsões baseadas na matemática, em Trantor, capital do Império Galáctico

+++ LEIA MAIS: Will Smith quase perdeu papel em Independence Day por ser negro, diz roteirista

Seldon e Dornick, no entanto, são acusados de traição por acreditarem na tese de destruição do Império em poucos anos. O colapso levaria a humanidade às trevas por centenas de anos, e o cientista busca reduzir esse período de caos ao criar uma resistência no planeta periférico Terminus.

Os episódios de Fundação são lançados semanalmente, e os seis primeiros estão disponíveis na Apple TV+

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Apple TV+ (@appletvplus)