Kevin Spacey deve pagar US$ 31 milhões por quebra de acordo em House of Cards; entenda

Kevin Spacey deve pagar cerca de R$ 173 milhões por violar a política de assédio sexual da produtora MRC

Redação Publicado em 22/11/2021, às 17h01

None
Kevin Spacey (Foto: Nicole Harnishfeger-Pool/Getty Images)

O ator Kevin Spacey deve pagar US$ 31 milhões (cerca de R$ 173 milhões) à MRC, produtora da série House of Cards, da qual o artista era o protagonista. A ordem veio de um árbitro após ser confirmado que o ator violou a política de assédio sexual da empresa com más condutas.

Spacey interpretava o protagonista Frank Underwood em House of Cards, série política da Netflix. No entanto, o artista teve os contratos de atuação e produção rescindidos após inúmeras acusações de abuso e assédio sexual virem à tona e serem investigadas no tribunal. 

+++ LEIA MAIS: ‘Incomodada,’ diz Mena Suvari, de Beleza Americana, sobre experiência com Kevin Spacey

Segundo o The Hollywood Reporter, Spacey deve pagar a quantia devido à frequente violação das obrigações contratuais de fornecer serviços "de maneira profissional" e "consistente com as orientações, práticas e políticas razoáveis ​​[da MRC],” como as políticas anti-assédio.

Além disso, o árbitro também apontou como a produtora MRCfoi prejudicada ao precisar interromper, reescrever e encurtar a sexta temporada de House of Cards após a saída do ator, no final de 2017. 

+++ LEIA MAIS: Autor de Beleza Americana lamenta escolha de Kevin Spacey para o papel principal

“A segurança de nossos funcionários, conjuntos e ambientes de trabalho é de suma importância para a MRC, por isso, decidimos exigir responsabilidade,” disse a produtora em comunicado após o arquivamento do processo.

Acusações de Kevin Spacey 

O ator recebeu a primeira denúncia de assédio sexual em 2017, a qual alegava que Spacey havia supostamente assediado o ator Anthony Rapp, com 14 anos na época. Desde então, se mantém afastado dos holofotes, e recebeu outras 20 acusações de má conduta sexual — mas negou todas elas.

+++LEIA MAIS: Kevin Spacey compara declínio da carreira com crise do coronavírus nos negócios; entenda