Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Morre Dudu Braga, produtor musical e filho de Roberto Carlos, aos 52 anos

Dudu Braga, filho de Roberto Carlos, lutava contra um câncer no peritônio desde setembro de 2020

Redação Publicado em 08/09/2021, às 16h43 - Atualizado às 18h21

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Dudu Braga e Roberto Carlos (Foto: Reprodução/Instagram)
Dudu Braga e Roberto Carlos (Foto: Reprodução/Instagram)

O produtor musical Roberto Carlos Segundo, também conhecido como Dudu Braga, filho do icônico cantor brasileiro Roberto Carlos, morreu nesta quarta, 8 de setembro, aos 52 anos, informação confirmada à Rolling Stone Brasil por familiares que estavam com ele no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo (SP).

Braga descobriu um câncer no peritônio (membrana que reveste toda a parte interna do abdome) em setembro de 2021 e esteve em coma durante os últimos dias. Na tarde desta quarta, a Revista Quem, do Grupo Globo, confirmou como o produtor musical estava internado e o quadro era estável, mas irreversível, segundo informações da assessoria de imprensa de Braga

+++LEIA MAIS: Rolling Stone Ouviu: Sublime, Nando Reis se entrega aos desamores à moda antiga de Roberto Carlos 


Braga foi diagnosticado em setembro de 2020, mas os tratamentos propostos não tiveram efeito. ""Estou bem, ou melhor, estou indo. Continuo fazendo as sessões de quimioterapia, só que mudamos o tratamento para outro quimioterápico. [...] O tumor está estável, não houve uma regressão nem uma progressão. [...] Os médicos decidiram trocar o medicamento", explicou em uma das atualizações nas redes sociais, de acordo com a Contigo.

Aos 52 anos, Dudu Braga havia vencido duas batalhas contra o câncer de pâncreas em 2019. O produtor musical deixa a esposa Valeska Braga e três filhos: Giovanna, Gian Pietro e Laura.

+++LEIA MAIS: Roberto Carlos defende biografias não autorizadas e declara “grande satisfação” com decisão do STF