Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Mortos por engano: Celebridades 'mortas' em fake news vão de Cher a Elizabeth II [LISTA]

Notícias falsas sobre morte de personalidades têm nomes de peso como Bob Dylan, Britney Spears, Cher e até mesmo a rainha Elizabeth II

Redação Publicado em 11/04/2022, às 13h58

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Montagem com Britney Spears, Elizabeth II e Cher em cemitério (Fotos: Getty Images)
Montagem com Britney Spears, Elizabeth II e Cher em cemitério (Fotos: Getty Images)

De tempos em tempos, fake news podem ser "fatais" - ao menos para uma série de celebridades e personalidades, que, com alguma frequência, são vítimas de notícias falsas envolvendo sua morte. A 'vitima' mais recente foi Elizabeth II, rainha da Inglaterra, dada como morta em nota de rascunho publicada pelo jornal Folha de S. Paulo. O veículo logo tirou a nota do ar e retratou-se.

Entretanto, existe um longo histórico envolvendo reportagens falsas sobre cantores, atores e personalidades no geral - notícias que, por vezes, começam como um engano e terminam como grandes confusões. De brasileiros como Dinho Ouro Preto a ícones como Cher e Bob Dylan, reunimos aqui alguns nomes que já foram erroneamente "mortos" por fake news:

+++ LEIA MAIS: Kristen Stewart: 6 filmes memoráveis com a atriz; Spencer, Crepúsculo e mais [LISTA]

Emma Watson

Em 2009, Emma Watson já era conhecida em todo o mundo por seu papel como Hermione Granger na série Harry Potter. Logo, quando uma notícia falando de sua morte em um acidente de carro surgiu, ela ganhou a internet em poucas horas.

Segundo o relato, a atriz, à época ocm 19 anos, estaria dirigindo seu carro a 80 milhas por hora (cerca 128 km/h) em Oxfordshire, na Inglaterra, quando seu carro suportamente atingira um muro. Tudo, é claro, não passava de um hoax, rapidamente desmentido pela atriz.

+++ LEIA MAIS: Caranguejo Negro: trailer, sinopse e tudo que sabemos sobre filme da Netflix com Noomi Rapace [LISTA]


Céline Dion

Céline Dion já foi vítima de notícias falsas sobre sua morte mais de uma vez. Na primeira vez, uma nota de suicídio teria circulado. Em 2019, vídeos com logo da CNN circularam na web, atribuindo um acidente aéreo à cantora canadense - ao todo, o conteúdo teria sido compartilhado 5.300 vezes.

Céline já admitiu em entrevistas que teria ficado "furiosa" com o impacto das fake news em sua família: "O que me preocupa é minha mãe, ela tem 86 anos e, se não estivesse quatro segundos após a notícia falando com ela ao telefone, não importa o que eu diga, vai impactá-la", disse Dion em 2013.

+++ LEIA MAIS: Boneca Russa temporada 2: Trailer, estreia e tudo que sabemos sobre série da Netflix [LISTA]


Morgan Freeman

Outro artista que já se viu no centro de boatos mais de uma vez é Morgan Freeman. Em 2012, o ator, então com 75 anos, teria sido "morto" pela ruptura de uma artéria, segundo post falso que ganhou mais de 842 mil curtidas no Facebook. A nota foi desmentida pela Reuters. Em 2017, aos 80, Freeman "teria falecido" de causas naturais em Charleston, Mississippi, segundo uma notícia falsa que seria desmentida horas mais tarde.


Cher

Se hoje as redes sociais como o Twitter se comprometem a combater fake news, esse não era tanto o caso há uma década, quando usuários "retuitavam" notícias manualmente. Em 2012, um desses retuítes foi responsável pela chocante (porém falsa) "morte" de Cher. O post dizia: "RT @CNN: A cantora americana Cher morre aos 65 anos de idade. Encontrada morta em sua casa em Malibu".

+++ LEIA MAIS: Alice in Chains: 10 melhores performances de Layne Staley [LISTA]

O boato ganhou força após ser compartilhado por Kim Kardashian à época a quinta maior conta da plataforma, com 12,8 milhões de seguidores: "acabo de ouvir que Cher morreu, isso é real? Meu deus!" Em 2013, outra confusão envolvendo Cher aconteceu - novamente no Twitter, após a morte (real) da política britânica Margareth Thatcher. Usuários subiram a hashtag #nowthatchersdead, que, em inglês poderia ser lida como "agora Thatcher morreu" ou "agora que Cher morreu" - causando novo pânico entre fãs da cantora.


Bob Dylan

Em novembro de 2020, uma confusão envolvendo uma notícia sobre Bob Dylan levou pelo menos dois canais de TV a se referirem ao cantor como falecido. Fatos davam conta de documentos do artista vendidos em um leilão em Boston. Ao reportar os fatos, duas emissoras australianas mencionaram a morte do ator, que nunca ocorrera. Trinta minutos teriam se passado até que os âncoras corrigissem o engano.

+++ LEIA MAIS: Além de Red: Crescer É Uma Fera: 5 animações adolescentes para assistir no Disney+ [LISTA]


Amin Khader

Em 2011, a suposta morte de Amin Khader virou notícia na mídia brasileira após David Brazil publicar uma foto nas redes sociais anunciando a morte do apresentador. Um programa de TV chegou até a falar da morte de Khader, dizendo que ele teria sido “vítima” de ataque cardíaco.

Segundo Brazil, ele só divulgou a notícia pois quem contou a ele foi uma sobrinha de Khader. No entanto, o apresentador negou a informação: “O David é louco, não sei de onde surgiu essa história. Minha sobrinha não é mentirosa, ninguém da família é, ninguém ia inventar nada. Estou muito nervoso com isso, não quero mais saber dessa história.”

+++ LEIA MAIS: Rock in Rio abre vendas gerais dos ingressos; veja onde comprar, valores e mais [LISTA]


Dinho Ouro Preto

Após cair do palco durante um show em Minas Gerais em 2009, diversos boatos sobre uma suposta morte de Dinho Ouro Preto surgiram na internet. Para desmentir, o músico utilizou o boletim médico do hospital onde foi atendido.


Britney Spears

Vítima de um ataque de hackers, Britney Spears teve as contas das redes sociais pessoais e da Sony Music invadidas, onde aproveitaram a oportunidade para publicarem a notícia da morte da cantora. Rapidamente, a gravadora recuperou as contas e apagou as publicações, explicando o ocorrido.

+++ LEIA MAIS: Bridgerton: 5 surpresas da 2ª temporada - Poucas cenas íntimas, Eloise apaixonada e mais [LISTA]


Charlie Sheen

Charlie Sheen também não escapou dos boatos sobre a morte. Em 2010, foi dado como morto após um acidente de snowboard. Quem desmentiu o anúncio foi a ex-mulher do ator, Denise Richards.


Johnny Depp

Conhecido por grandes sucessos de Hollywood, Johnny Depp também foi vítima de um boato de morte, mais de uma vez. Os rumores começaram em 2012, quando a hashtag R.I.P. Johnny Depp tomou conta das redes sociais dizendo que ele teria morrido em um acidente de carro.

+++ LEIA MAIS: 17 franquias imperdíveis para maratonar na HBO Max - Harry Potter, Poderoso Chefão e mais [LISTA]


Paul McCartney

Entre as teorias da conspiração sobre a morte de artistas, uma das mais famosas é a que envolve o ex-BeatlePaul McCartney. Alguns fãs acreditam que o músico, na verdade, morreu em um acidente de carro em 1966 e foi substituído por um sósia.


Drake

Em novembro de 2020, a hashtag #RIPDrake se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter, levando os fãs do rapper à loucura com uma possível morte do músico.

+++ LEIA MAIS: You temporada 4: Elenco, imagens e tudo que sabemos sobre série da Netflix [LISTA]


Belo

Em 2008, Belo também foi vítima de fake news. Surgiram boatos de que o cantor teria morrido após acidente na linha amarela, via expressa do Rio de Janeiro. Em seguida, novos boatos de que ele teria sido assassinado surgiram. Logo em seguida, a assessoria do músico desmentiu as informações.


Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!