Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Natalie Portman diz que trabalhar com Julianne Moore é ‘absolutamente um destaque da minha vida’

Julianne Moore e Natalie Portman fazem a dupla de protagonistas em May December

Redação Publicado em 28/09/2023, às 16h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Natalie Portman e Julianne Moore em May December (Foto: Divulgação)
Natalie Portman e Julianne Moore em May December (Foto: Divulgação)

Estrela de May December, que deve chegar aos cinemas brasileiros em janeiro de 2024, Natalie Portman revelou como trabalhar com Julianne Moore, intérprete da outra protagonista do filme, é "absolutamente um destaque da minha vida."

Dirigido por Todd Haynes, o filme se passa "vinte anos depois de um romance ganhar as manchetes do país" e "um casal fica abalado quando uma atriz pesquisa sobre o passado dos dois para um filme." Portman interpreta Elizabeth Berry, a atriz em questão, enquanto Moore vive Gracie Atherton.

+++LEIA MAIS: Julianne Moore: 'Não acredito que trabalho em Hollywood há quase 40 anos, tive sorte'

Durante entrevista ao Netflix Queue, Portman exaltou a colega de elenco. "Admiro Julie há muito tempo, principalmente o trabalho dela com o [diretor] Todd [Haynes]," afirmou. "As colaborações dela ficaram em minha mente como alguns dos destaques dos filmes que adoro."

Então, trabalhar com eles juntos é absolutamente um destaque da minha vida.

Além disso, Julianne Moore também falou sobre o impacto do roteiro nela: "Adorei esse roteiro quando o li pela primeira vez. É interessante. Parecia leve no começo. Mas no minuto em que você entra nele, é incrivelmente resistente. Ele contém uma quantidade enorme de sentimento, humanidade e complexidade."

+++LEIA MAIS: Natalie Portman quer voltar a Star Wars, mas 'ninguém pediu'

Em seguida, a atriz falou sobre a complexidade da personagem dela. "Para Gracie, houve um enorme julgamento sobre ela. Ela quer dizer: 'Veja-me. Sabe quem eu sou. Saiba por que fiz essas escolhas," explicou. "Ela quer ser conhecida. Acho que há algo realmente interessante nisso, em deixar alguém entrar na sua vida muito particular para explorar, para ver quem você é."

Mas, é claro, Gracie também apresenta uma versão de si mesma que ela deseja que seja conhecida. Acho que Elizabeth se torna mais perigosa à medida que Gracie percebe que não consegue controlar sua própria narrativa.