Netflix anuncia segunda temporada de Young Royals com vídeo especial para brasileiros; assista

O vídeo especial de Young Royals para brasileiros contou, inclusive, com um "Feliz Natal" em português

Redação Publicado em 22/09/2021, às 11h24

None
Young Royals (Foto: Divulgação/Netflix)

Young Royals, produção sueca, estreou na quinta, 1 de julho, na Netflix, e foi aclamadíssima pelos fãs brasileiros devido à narrativa e personagens cativantes. Nesta quarta, 22 de setembro, o serviço de streaming anunciou oficialmente a renovação da série para uma segunda temporada - ainda sem data exata para a nova leva de episódios, prometida para 2022.

O anúncio ganhou um vídeo exclusivo para brasileiros, com o elenco agradecendo especificamente o público do Brasil pelo carinho grandioso com os atores depois do lançamento de Young Royals

+++LEIA MAIS: 5 motivos para assistir Young Royals, série sueca de drama teen da Netflix [LISTA]

No vídeo publicado pela Netflix Brasil, os brasileiros ganharam até um "Feliz Natal" em português, em referência à memorável cena protagonizada pelo príncipe Wilhelm (Edvin Ryding) e Simon (Omar Rudberg). 

"O elenco de Young Royals mandou uma mensagem especial pro fandom brasileiro: a 2ª temporada está confirmada! Estreia em 2022," escreveu o serviço de streaming no tuíte oficial do anúncio. 

+++LEIA MAIS: Love, Victor é a série teen que você deveria assistir; conheça o spin-off de Com Amor, Simon

Desde o começo da manhã desta quarta, 22, "Young Royals" estava entre os assuntos mais comentados do Twitter após um aviso da Netflix nesta terça, 21, de que a série ganharia uma novidade, prometida para esta quarta.

Depois da divulgação do vídeo, "Feliz Natal" entrou para os assuntos mais comentados do Twitter Brasil - não é segredo que os fãs brasileiros estão entre os mais queridos de todo o mundo devido à dedicação. 

+++LEIA MAIS: 6 séries teen com representatividade LGBTQ+: Love, Victor, The Wilds e mais [LISTA]

Young Royals é uma das séries adolescentes mais certeiras da Netflix. Uma das apostas incríveis da produção foi trazer o clichê de histórias de romance - um príncipe conciliando deveres e paixão - para uma romance homoafetivo.

A representatividade LGBTQ+ na série é, de fato, muito interessante, com o amor entre os dois personagens desenvolvido de forma orgânica e natural - Edvin Ryding e Omar Rudberg tiveram um desempenho incrível na primeira temporada.