Round 6: Netflix deve remover cenas com número de telefone na série após reclamações; entenda

Após um número de telefone real ser divulgado em Round 6, a Netflix planeja editar cenas da série

Redação Publicado em 05/10/2021, às 13h54 - Atualizado às 13h59

None
Round 6 (Foto: Divulgação/Netflix/YOUNGKYU PARK)

Round 6, lançada em 17 de setembro, é um dos grandes sucessos da Netflix, e atingiu recordes de visualização ao redor do mundo. Apesar do sucesso, a produção se envolveu em um grande problema ao divulgar um número verdadeiro de telefone nas cenas — e planeja editar as filmagens para resolver a situação.

A série hit da Netflix acompanha uma competição mortal em que pessoas desesperadas e endividadas participam para tentar ganhar o prêmio final de 49 bilhões de wons (cerca de R$ 221 bilhões). Para serem recrutados, os interessados precisam ligar para um número e seguir instruções específicas.

+++LEIA MAIS: Round 6: Conheça o elenco (e personagens) da série hit da Netflix

Conforme explicou a NME, a produção acidentalmente divulgou um número de telefone na série que pertence a um sul-coreano — quem recebe diversas ligações e pegadinhas diárias devido à série. Devido ao erro, o órgão regulador do Reino Unido, Ofcom, denunciou a Netflix.

Por isso, a Netflix e a produtora da série, Siren Pictures Inc, estão no processo de resolver o problema — e uma das medidas deve ser a edição das cenas em que os dígitos do telefone aparecem. Em comunicado ao site The Independent, a plataforma de streaming explicou a situação:

+++LEIA MAIS: Amou Round 6? Conheça 4 séries distópicas para maratonar: de Alice in Boderland a 3% [LISTA]

“Com a produtora, estamos trabalhando para resolver esse problema, incluindo a edição de cenas com números de telefone quando necessário,” explicou a Netflix. Em entrevista, o sul-coreano dono dos dígitos explicou que, repentinamente, passou a receber quatro mil ligações diárias e pegadinhas — e apenas descobriu o motivo após avisos dos que fizeram os telefonemas.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Netflix Brasil (@netflixbrasil)

 


Round 6 levou a processo contra Netflix

Conforme explicou a Variety, uma empresa de internet da Coreia do Sul, a SK Broadband, entrou com um processo contra a Netflix por conta do alto tráfego de dados utilizados pelo público para assistir à produção.

+++LEIA MAIS: 4 motivos para assistir Round 6, da Netflix: cenários deslumbrantes, críticas sociais e mais [LISTA]

A empresa alega que o tráfego de dados utilizado para ver Round 6 no país é imenso devido ao grande sucesso da série, e exige que o streaming custeie a manutenção do tráfego. Para isso, a empresa pede que a Netflix pague o equivalente a R$ 124 milhões.

Em comunicado enviado à Variety, da plataforma de streaming afirmou que vai recorrer do processo por "acreditar no relacionamento colaborativo entre provedores de conteúdo e ISPs, com cada um fornecendo a melhor experiência aos consumidores mútuos."

+++LEIA MAIS: Round 6 é primeira série da Netflix a alcançar topo de 83 países; entenda