Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

The Crown: O que é preciso saber antes de assistir à 5ª temporada?

Lançada na última quarta-feira, 09, a nova fase de The Crown dá continuidade aos acontecimentos da 4ª temporada; relembre a trama dos episódios

Pamela Malva Publicado em 10/11/2022, às 13h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Lady Di, Rainha Elizabeth II e Príncipe Charles na 5ª temporada de 'The Crown' (Foto: Divulgação/ Netflix)
Lady Di, Rainha Elizabeth II e Príncipe Charles na 5ª temporada de 'The Crown' (Foto: Divulgação/ Netflix)

Mais de um ano depois da última atualização da trama, a 5ª temporada de The Crown finalmente chegou ao catálogo da Netflix na última quarta-feira, 09. Escrita por Peter Morgan, a nova fase da história traz acontecimentos que impactaram a Família Real Britânica em meados da década de 1990.

Além de retratar a adolescência dos príncipes William e Harry, interpretados por Timothee Sambor e Teddy Hawley, respectivamente, a 5ª temporada de The Crown ainda traz as muitas polêmicas que cercaram o casamento do príncipe Charles com Diana, cuja relação foi introduzida na 4ª temporada.

Antes de compreender, por exemplo, os escândalos que culminaram no divórcio de Charles e Lady Di em 1996, entretanto, é interessante relembrar os acontecimentos retratados na 4ª temporada de The Crown. Pensando nisso, a Rolling Stone Brasil preparou um resumo de tudo que você precisa saber sobre os últimos acontecimentos retratados na série, antes de assistir à 5ª temporada da saga.

+++LEIA MAIS: 'The Crown é uma série sensacionalista e grosseira,' diz Judi Dench

Nova primeira-ministra, conflitos internos e política internacional

O primeiro episódio da 4ª temporada de The Crown começa com dois acontecimentos bem marcantes tanto na história política, quanto privada da Família Real Britânica. Dirigido por Benjamin Caron, o capítulo narra o que aconteceu no dia em que Charles conheceu Diana, enquanto retrata a eleição de Margaret Thatcher como primeira-ministra britânica, a primeira mulher a ocupar o cargo, em 1979.

Os próximos episódios, então, acompanham as idas e vindas do noivado de Charles com Lady Di, enquanto a jovem sofre uma constante pressão da mídia, descobrindo que sequer conhece seu noivo. É nesse momento que a personagem de Camilla Parker Bowles começa a ter ainda mais impacto na trama, inclusive incentivando o casamento entre seu ex-companheiro, Charles, com a jovem Diana.

+++LEIA MAIS: The Crown deve 'interromper filmagens por respeito' após morte de Elizabeth II

Nesse meio tempo, enquanto Lady Di engravida, seu relacionamento com o príncipe apenas piora e Charles continua em contato com Camilla, a política internacional da Inglaterra segue à todo vapor. Isso porque, além do filho de Margaret Thatcher desaparecer — e ser encontrado na Argélia —, as Ilhas Malvinas são invadidas pela Argentina e a primeira-ministra movimenta ações para recuperá-las.

Margaret Thatcher
Margaret Thatcher na 4ª temporada de The Crown (Foto: Divulgação/ Netflix) 

Mais tarde, depois que Charles e Diana visitam a Nova Zelândia com o pequeno William, a série explora os problemas pessoais da princesa Margaret. Meditando sempre que pode e fazendo terapia, ela descobre que duas de suas primas estão internadas em uma instituição psiquiátrica, apesar de terem sido dadas como mortas, a fim de preservar a suposta imagem de pureza na linhagem real.

+++LEIA MAIS: The Crown: imagens inéditas mostram Princesa Diana com os filhos; confira

No oitavo episódio, dirigido por Julian Jarrold, os conflitos entre Thatcher e a Rainha Elizabeth II se estreitam, conforme as duas mulheres discutem sobre as sanções ao apartheid na África do Sul. De um lado, a Rainha acredita que as sanções ajudariam a combater a segregação racial; enquanto, do outro, a primeira-ministra teme que as medidas produdiquem o comércio da Grã-Bretanha.

Os dois últimos capítulos da quarta temporada nos deixam com um clima bastante suspenso, conforme a Rainha descobre os casos infiéis de Charles e Diana — que seguiram se relacionando com Camilla e James Hewitt. Ao mesmo tempo, após pedir que Elizabeth desmanchasse o parlamento e receber uma resposta negativa da Rainha, Margaret Thatcher renuncia ao cargo de primeira-ministra.

Charles e Diana
Príncipe Charles e Lady Di na 4ª temporada de The Crown (Foto: Divulgação/ Netflix) 

O que, então, acontece na 5ª temporada?

Retratando os próximos acontecimentos que impactaram a Família Real após tudo que aconteceu na 4ª temporada, a nova fase da produção passa por alguns episódios emblemáticos da história da Inglaterra. Entre o incêndio no Palácio de Windsor em 1992 e os vazamentos de áudios de Diana, a trama ainda aborda a polêmica entrevista de Lady Di antes de seu divórcio e, em seguida, a morte da princesa.

É interessante pontuar, no entanto, que a 5ª temporada de The Crown apenas cita a tragédia que tirou a vida de Lady Di, mas não reconstrói o dia do acidente. Em nota enviada ao The Sun, incluisve, a Netflix deixou claro que “o momento exato do acidente não será mostrado" pela trama.

Por fim, diversos novos artistas entram para a produção, assumindo os papéis interpretados por outros atores na 4ª temporada. A Rainha Elizabeth II, por exemplo, será vivida por Imelda Stauton (Harry Potter e Downtown Abbey), enquanto o Príncipe Philip será interpretado por Jonathan Pryce (Dois papas e Game of Thrones). Além deles, também entram para o elenco Elizabeth Debicki (como Lady Di), Dominic West (como Príncipe Charles) e Olivia Williams (no papel de Camilla Parker Bowles).

+++LEIA MAIS: The Crown: Como série mostrará acidente que matou princesa Diana?