The Mandalorian: Star Wars desvenda importante mistério da série do Disney+

Star Wars: The Bad Batch desvendou um dos maiores mistérios de The Mandalorian

Redação Publicado em 09/08/2021, às 21h21

None
The Mandalorian (Foto: Reprodução Disney)

[Aviso: contém spoilers do episódio 15 de Star Wars: The Bad Batch]

O episódio 15 de Star Wars: The Bad Batch (2021) finalmente desvendou um dos maiores mistérios de The Mandalorian (2019). De acordo com Screen Rant, quando Din Djarin (Pedro Pascal) resgatou Grogu, não ficou claro porque o Império estava atrás do "Baby Yoda."

Ao longo de The Mandalorian é revelado que o misterioso cientista Dr. Pershing estava por trás dos experimentos envolvendo a Grogu. Ele usava um logotipo na roupa semelhante à insígnia Kaminoana de O Ataque dos Clones(2002) e Lucasfilm confirmou que ele era um clonador no livro The Art of The Mandalorian:

+++ LEIA MAIS: 5 opiniões impopulares sobre Luke Skywalker, de Star Wars [LISTA]

"O símbolo que o Dr. Pershing tem no ombro direito de seu uniforme de cientista Imperial foi inspirado no emblema visto pela primeira vez nos soldados clones baseados em Kamino em Star Wars: Episódio II - Ataque dos Clones, de 2002." Além disso, ele foi identificado como um Engenheiro de Clone Imperial em The Mandalorian. Mas por que os logos Kaminoanos foram absorvidos pelo Império?

The Bad Batch respondeu esse mistério ao mostrar como, embora o Império estivesse insatisfeito com os clones Kaminoanos, não queria abandonar essa ciência. Por isso, mataram implicitamente todos os cientistas de Kamino que não tinham uso e incluíram os clonadores na estrutura científica nascente do Império. Provavelmente, eles ensinaram a primeira geração de engenheiros clones imperiais e, por isso, os logotipos e insígnias foram absorvidos pelo Império.

+++ LEIA MAIS: Spin-off sobre Obi-Wan Kenobi trará R2-D2 e C-3PO de volta a Star Wars?

Além disso, é possível que o próprio imperador interveio para garantir que a ciência da clonagem não fosse esquecida, pois queria descobrir o segredo da imortalidade e acreditava no poder chamado de "Transferência de Essência," pelo qual um Sith habita um corpo de um hospedeiro. Por isso, naturalmente ele estaria interessado nos clones, pois isso permitira que a alma dele fosse para um duplicata ou outro clone.

Apesar da linha do tempo de Star Wars parecer um pouco confusa, isso pode significar uma conexão direta entre The Bad Batch, The Mandaloriane os clones de Palpatine vistos em A Ascensão Skywalker (2019).

+++ LEIA MAIS: Por que Steven Spielberg ganhou dinheiro com Star Wars durante décadas?

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Star Wars Brasil (@starwarsbr)

 


+++ FIUK: 'TENHO ROCK NA VEIA DESDE CRIANÇA' | ENTREVISTA | RS