Alex James, do Blur, diz que o “espírito independente” da música morreu