Em meio à homofobia e à intolerância, projeto de lei reacende na Câmara dos Deputados a discussão sobre os modelos de núcleos familiares