Lollapalooza 2017: os pontos altos e baixos do festival