Wyclef Jean admite que sua ONG "cometeu erros"