Rolling Stones - How Britain Got the Blues

Acervo Pessoal

Guias / CDs - Redação Publicado em 10/05/2009, às 07h41 - Atualizado em 12/05/2009, às 14h53

Pré-história dos Stones

O arquivo dos Rolling Stones é um dos menos explorados da história do rock. Há alguns anos foi prometido um box retrospectivo na linha do Anthology dos Beatles, mas nada se concretizou. Assim, o mercado de bootlegs ainda é a salvação da pátria para os stonemaníacos. Um dos títulos mais interessantes é How Britain Got the Blues. Ele contém gravações caseiras feitas no começo de 1962 quando Mick Jagger e Keith Richard faziam parte do Little Boy Blue and The Blue Boys. Eles tocam, dentre outras, “Little Queenie” e “Beautiful Delilah”. O título ainda tem demos de canções que os Stones nunca lançaram oficialmente, como “It Should Be You” e “That Girl Belongs to Yesterday”.

Tesouros da BBC

Os Rolling Stones também realizaram sessões exclusivas para a rádio BBC. Eles não foram tão prolíficos quanto os Beatles, mas ainda assim o material é o suficiente para preencher um CD duplo. Dentre as

várias edições que existem com o material da BBC, uma das mais cobiçadas é Beat Beat Beat at the Beeb, já que é a mais completa e com a melhor qualidade sonora. Os registros são do período 1963-65, dando ênfase a covers. A maior parte das canções nunca ganhou registro em discos oficiais da banda, como “Memphis Tennessee”, “Roll Over Beethoven”, “Cops and Robbers”, “Fannie Mae”, “Meet Me in the Bottom” e “Hi-Heeled Sneakers”. Várias faixas que os Stones gravaram em álbuns de estúdio aparecem com uma sonoridade diferente como “Route 66” e “I Just Wanna Make Love to You”.

Na casa do blues

Em junho de 1964, os Rolling Stones realizaram um dos seus grandes sonhos e gravaram nos estúdios da Chess Records, a lendária gravadora de Chicago que foi o lar artístico de Muddy Watters, Willie Dixon e outras lendas do blues. A banda se encontrava inspirada e registrou material suficiente para um LP. Só que o material acabou saindo de uma forma fragmentada, em vários singles, EPs e LPs. “Its All Over Now”, por

exemplo, virou compacto de sucesso. Algumas como “Around and Around” e “Empty Heart” foram incluídas no EP inglês Five by Five e serviram de base para o álbum americano 12x5. Mas as sessões da Chess ainda deixaram raridades como “Reelin’and Rockin’”, “Tell me Baby (How Many Times)” etc. O bootleg The Chess Sessions compila tudo o que os Stones gravaram em Chicago, com primorosa qualidade sonora.

PAULO CAVALCANTI

Últimos Guias CDs