The Shaggs: desconstrução musical
DIVULGAÇÃO

ACERVO PESSOAL

Guias / CDs - Redação Publicado em 07/10/2009, às 14h14 - Atualizado às 14h19

O Pior de Todos?

O ano de 1969 não foi só marcado pelo Festival de Woodstock. Há 40 anos era lançado o álbum Philosophy of the World, do trio feminino americano The Shaggs. O disco sempre entra em listas como “o pior disco de todos os tempos”. Mas esta pecha de disco ruim foi cunhada por quem gosta de música convencional. Hoje em dia, o trabalho da The Shaggs é considerado um precursor de todo o rock alternativo e da chamada “outsider music”. As irmãs Dorothy, Betty e Helen Wiggins nasceram em Fremont, New Hampshire. As meninas não sabiam tocar absolutamente nada, mas por insistência de seu pai, Austin, formaram um grupo. Quando entraram em estúdio, as irmãs Wiggin gravaram uma série de canções que dispensavam noções básicas de ritmo, afinação, melodia e harmonia. Dentre elas, “My Pal Foot Foot”, “That Little Sports Car”. Mesmo sendo avisado pelo engenheiro de som que o som das meninas era, digamos, “diferente”, Austin levou em frente o projeto e Philosophy of the World foi prensado e lançado de uma forma independente. Mas um promotor inescrupuloso sumiu com quase todas as cópias do LP e The Shaggs continuaram na obscuridade. Anos depois, Frank Zappa descobriu uma cópia e ficou extasiado, tornando-se propagandista número do som do trio. O vinil original vale uma fortuna (existem apenas 100 cópias circulando), mas Philosophy of the World foi relançado nos anos 80 e nunca mais saiu de catálogo. O culto ao redor das Shaggs ainda é forte, quatro décadas depois.

POR PAULO CAVALCANTI

Últimos Guias CDs