The Association em 1966
Divulgação

ACERVO PESSOAL

Guias / CDs - Redação Publicado em 04/02/2010, às 12h23 - Atualizado às 12h23

Profusão de Ideias

Apesar de alguns de seus principais hits ainda tocarem em rádios de flashback, a história do The Association é pouco conhecida. O grupo foi formado em Los Angeles no começo dos anos 60, em meio ao boom da folk music. Depois de algumas mudanças, a formação se fixou nos vocalistas e multi-instrumentistas Terry Kirkman, Jules Alexander, Brian Cole, Ted Bluechel Jr., Jim Yester e Russ Giguere. Em 1965, o grupo lançou “Along Comes Mary”, um grande hit, que foi considerado por muitos como uma ode à maconha. No ano seguinte, veio outro sucesso gigantesco, a romântica “Cherish”. Gary Alexander saiu em 1967 e em seu lugar entrou Larry Ramos. O Association veio com mais dois sucessos gigantescos: “Never My Love” e “Windy”. O bom momento continuou em 1968 com “Everything That Touches You”, “Time for Livin’” e “Six Man Band”. Em 1969, Alexander retornou à banda, mas os singles e os álbuns do grupo já não faziam mais grande sucesso. A morte de Cole em 1972 fez com que os membros dispersassem. Depois disso, o grupo reformou várias vezes e hoje Guiguere, Ramos e Yester mantêm o nome do Association vivo no circuito oldies. A diversidade de etnias, ideias e experiências dos membros da banda tornavam a música do Association algo muito especial. Vale a pena investigar álbuns como And Then... Along Comes the Association, Birthday, Renaissance e Insight Out, repletos de pérolas perdidas do sunshine pop e do psicodelismo light. A coletânea dupla Just the Right Sound (Rhino) tem todos os hits óbvios, além de uma boa seleção de raridades e obscuridades.

Paulo Cavalcanti

Últimos Guias CDs