Divulgação

Gui Amabis

Guias / CDs - Redação Publicado em 06/06/2011, às 11h13 - Atualizado às 11h13

Gui Amabis

Memórias Luso/Africanas

Independente

Álbum surpreendente resgata história familiar do músico e produtor

O Produtor Paulistano Gui Amabis acostumou- se a ver seu nome em contracapas. Produziu trabalhos como o elogiado Vagarosa, último CD de Céu. A cantora, que empresta a voz em parte do disco, é também esposa de Amabis e, juntos, protagonizam o momento mais bonito e delicado deMemórias Luso/Africanas, com o quase fado “Doce Demora”, uma linda homenagem à filha do casal – Rosa Morena, de 3 anos. Tulipa Ruiz também participa, com as praieiras (no ritmo e na letra) “Sal e Amor” e “Ao Mar”, Lucas Santtana canta a bela “O Deus Que Devasta mas Também Cura”, mas a contribuição mais surpreendente ficou por conta do rapper Criolo, que solta a voz na boa levada de “Orquídea Ruiva” e em “Para Mulatu”, uma das memórias africanas do CD. O staff nas dez canções é bastante requisitado e eficiente. Curumin, Siba, Rodrigo Campos, Dengue, Regis Damasceno, Thiago França, entre outros, completam o time em grande estilo. Com um conceito bem amarrado, belas melodias, forte pesquisa de ritmos e muito carinho em todo o processo, Gui Amabis estreia como um camisa 10. Mas não se anime, ele vai continuar nos bastidores.

PEDRO HENRIQUE ARAÚJO

Últimos Guias CDs