Divulgação

Andreia Dias

Guias / CDs - Redação Publicado em 10/06/2010, às 06h55 - Atualizado em 22/06/2010, às 16h24

Andreia Dias

Vol. 2

Scubidu Records

Cantora chega ao segundo álbum solo esbanjando muita personalidade

Andreia que é mulher de verdade. Canta seus desamores, erros e devaneios com sinceridade espantosa. Flerta com o brega, com o iê-iê-iê e com o dramalhão sem perder a compostura. Consegue ser fina e sabe borrar a maquiagem do rosto com elegância e sensualidade. O som, às vezes, faz menção à sua antiga banda, Dona Zica, e também lembra o Cidadão Instigado, com teclados e guitarras bem marcantes. Andreia é um pouco de tudo isso e não tem medo de dizer quando está “borocoxô” ou quando está “o pó da rabiola”, nem se esquiva de realçar sua condição de mulher. “Sou mulher, sou o mal que o diabo apostou.” É a sinceridade estampada em cada uma das letras (todas assinadas pela cantora). Com parceria de Zeca Baleiro, da eterna companheira Iara Rennó – que fez os arranjos de voz bem sucedidos em “Os Porcos Estão no Poder” – e de Arrigo Barnabé, a cantora chega ao segundo CD solo com registro cuidadoso. Palmas para a ousadia de quem teima em dizer que “só plantou erva daninha”, mas que colherá os frutos nesse belo álbum.

Pedro Henrique Araújo

Últimos Guias CDs