-

Anything in Return

Toro Y Moi

Guias / CDs - Pedro Antunes Publicado em 14/02/2013, às 12h54 - Atualizado às 12h56

Chaz Bundick esbarra em experimentos com a house music

Toro Y Moi, projeto de Chaz Bundick, transpirava o frescor do movimento chillwave em Causers of This (2010), sua estreia, e principalmente no ótimo Underneath the Pine (2011). Neles, Bundick ajudou a ressuscitar o synth-pop, mas seguiu adiante. Corajoso, desprendeu-se da antiga sonoridade: a música orgânica foi deixada, para dar lugar aos braços da house music. A voz de Bundick soa confiante, embora ainda seja difícil embarcar nessa nova viagem de forma completa. É um disco de transição e as canções esbarram nas novas influências que ainda não se mostram em sintonia com tudo aquilo já feito. Ainda assim, há resultados interessantes, como “Say That”, faixa agridoce cuja união de texturas melancólicas e batidas quebradas dá um resultado dançante (para as pistas de dança) e reflexivo (para um quarto escuro e solitário). Bundick perdeu o equilíbrio, mas não caiu.

Fonte: Carpark Records/Deck

Últimos Guias CDs