-
divulgação

Bahia Fantástica

Rodrigo Campos

Guias / CDs - M. L. Publicado em 14/05/2012, às 14h02 - Atualizado às 14h04

Sambista propõe excitante mistura dos sons da Bahia com São Paulo

O forte de Rodrigo Campos, letrista, é a crônica. Os personagens são bem descritos, assim como as paisagens e, no caso de seu primeiro trabalho, São Mateus Não é um Lugar Assim tão Longe, alguns bairros da periferia paulistana. Já Rodrigo Campos, músico, é bamba nos sambas reflexivos, em tons baixos. Agora, em Bahia Fantástica, Rodrigo reforça essas características, com algumas diferenças. Aparecem paisagens nordestinas, com os personagens em ribeirões ou na praia. E a segunda faixa, “Princesa do Mar”, é um afrobeat de levantar qualquer um. A percussão de “Morte na Bahia” – que recebe os vocais de Luisa Maita – também não fica atrás, assim como a de “Jardim Japão” – com voz de Juçara Marçal. Da zona norte para a região do ABC, a estação de trem Prefeito Saladino é cenário de “Elias”. Essa é a periferia, bem retratada por Rodrigo Campos. A direção musical é de Romulo Fróes.

Fonte: YB

Últimos Guias CDs