Raimundos

Cantigas de Roda

Raimundos

Guias / CDs - Mauro Ferreira Publicado em 13/03/2014, às 08h27 - Atualizado às 08h30

Ao combinar sexo e política, banda recupera relevância

Aposta do selo banguela em 1994, o grupo brasiliense Raimundos completa 20 anos de disco com improvável vigor, atestado neste seu primeiro álbum de inéditas desde 2002. Desta vez, o aval veio de fora. Vocalista e guitarrista da banda norte-americana de hardcore Biohazard, Billy Graziadei abriu as portas do estúdio Firewater, em Los Angeles, para a banda dar forma a Cantigas de Roda, CD de peso que teve sua gravação viabilizada por financiamento coletivo. Graziadei captou o hardcore dos Raimundos na pressão. Moleques e sacanas como há 20 anos, os Raimundos mostram em “Cera Quente”, “Importada do Interior” e “Gordelícia” que ainda pensam somente naquilo. Mas Cantigas... também põe na roda certa consciência social, mote do rock “Politics”, e algum amor, abundante nos versos apaixonados da balada pop “Baculejo”. Da lavra do sanfoneiro pernambucano Zenilton, “Gato da Rosinha” lembra o gosto da banda pelo forrocore enquanto “Dubmundos” adiciona dub e rap (o de Sen Dog, integrante do grupo norte-americano Cypress Hill) na mistura cheia de testosterona. Na teoria, é como se os Raimundos nunca tivessem amadurecido. Ainda bem.

Fonte: Independente

Últimos Guias CDs