Cantor mantém a espiritualidade e assume veia eletrônica em disco.

Despertador

Leo Cavalcanti

Guias / CDs - Pedro Henrique Araújo Publicado em 15/07/2014, às 12h47 - Atualizado em 11/12/2014, às 14h43

Despertador soa como um segundo capítulo de Religar (2010). Mas de lá para cá, Leo Cavalcanti mudou muito. Ele amadureceu, foi beber em outras fontes. O resultado é um álbum para dançar e refl etir, também falando de positividade, alto-astral e autoajuda. Assinando a autoria de todas as músicas, o compositor fez uma viagem solo, mas acertou a mão também nas parcerias. “Leve”, feita ao lado do poeta Omar Salomão, é uma canção que gruda rapidamente na cabeça. Em “O Momento”, composta ao lado de Carlos Rennó, Cavalcanti reflete sobre questões existenciais. Atente-se à pegada pop de “Get a Heart” e ao belíssimo coro da faixa que dá título

ao disco. Vale reparar também na privilegiada voz do autor do trabalho, sem dúvida um dos mais interessantes cantores desta geração.

Fonte: Independente

Últimos Guias CDs