-

É o Que Temos

Bárbara Eugênia

Guias / CDs - Pedro Henrique Araújo Publicado em 12/04/2013, às 13h32 - Atualizado às 13h34

Em segundo trabalho, cantora mostra um pouco de tudo

Visivelmente mais segura, Bárbara Eugênia, a mais paulistana das cantoras cariocas, é puro charme no novo trabalho. Com a produção de Edgard Scandurra e do baterista do Cidadão Instigado, Clayton Martin, o trabalho foi gravado na Casa do Mancha, refúgios para pequenos shows alternativos em São Paulo. O local deu uma aura mais leve e descompromissada às canções e às interpretações. As participações, com os amigos de sempre de Bárbara, valorizaram ainda mais o esforço. No álbum, Guizado comparece com o trompete na tarantinesca “O Peso dos Erros”; o cantor Pélico fala de amor no ótimo dueto que fez com a dona do disco em “Roupa Suja”; Tatá Aeroplano canta emocionado em “Não Tenho Medo da Chuva e Não Fico Só”. A caótica e brilhante banda Mustache & Os Apaches acompanha a cantora em “I Wonder”, que tem um interessante clima havaiano. Mesmo com tudo o já citado, o disco tem dois pontos altos inegáveis. O primeiro deles é a reinvenção de “Porque Brigamos”, versão de “I Am...I Said”, hit de Neil Diamond, gravada originalmente em português pela cantora Diana, em 1972. A outra é o axé “rockado” de “Ugabuga Feelings”. O fato é que Bárbara Eugênia voltou disposta, madura e muito melhor.

Fonte: Oi Música

Últimos Guias CDs