Torture Squad

Esquadrão de Tortura

Torture Squad

Guias / CDs - Gustavo Silva Publicado em 14/01/2014, às 03h18 - Atualizado às 03h20

Trio brasileiro de death metal faz disco falando sobre o golpe de 1964

Mudança é a palavra-chave para entender o novo disco do Torture Squad. A saída do vocalista Vitor Rodrigues deixa o conjunto como um power trio. O death metal desgracento de outrora aparece apenas em alguns lampejos, e a língua portuguesa dá as caras ocasionalmente pela primeira vez para dar suporte a um trabalho conceitual sobre o período da ditadura no Brasil. A despeito das pretensões filosóficas – letras rasas de ruborizar militares e torturados –, é inegável que Esquadrão de Tortura tem o efeito de trilha sonora para revoluções violentas. “No Escape from Hell” e “War Dance” deixam evidente a verve thrash metal que permeia todo o trabalho, com alguns floreios espalhados em vinhetas e introduções em outros bons momentos, como “Conspiracy of Silence”. Mas o ápice do disco está mesmo nos cerca de mais de cinco minutos de “Pátria Livre”, com participação de João Gordo cuspindo os poucos versos, em um crossover de potência para servir de hino para a ala mais radical dos black blocs.

Fonte: Substancial Music

Últimos Guias CDs