Garotas Suecas

Feras Míticas

Garotas Suecas

Guias / CDs - Pedro Antunes Publicado em 12/09/2013, às 19h15 - Atualizado às 19h17

Banda desacelera as batidas e mostra álbum corajoso e mais intimista

Suingue e groove surgem mais vagarosos em Feras Míticas, segundo disco do Garotas Suecas. O quinteto troca a urgência da estreia, de 2010, pela maturidade de uma viagem intimista. As 12 faixas produzidas por Nick Graham-Smith trazem vocais democráticos – além de Guilherme Sal e Irina Bertolucci, há espaço para os irmãos Nico e Tomaz Paoliello –, e trazem questões existencialistas, como em “Manchetes da Solidão”. As participações de Lurdez da Luz e Paulo Miklos, em “Nuvem” e em “Charles Chacal” (criada para integrar o repertório do Titãs), soa acertada. Já “Pode Acontecer” e “O Primeiro Dia” indicam um romantismo sem malícia.

Fonte: Independente

Últimos Guias CDs