Vitor Ramil

Foi no Mês Que Vem

Vitor Ramil

Guias / CDs - Marcelo Ferla Publicado em 10/07/2013, às 12h03 - Atualizado às 12h05

Cantor e compositor gaúcho chama convidados e revisita repertório

Este disco duplo de Vitor Ramil, reunindo convidados ilustres como Jorge Drexler, Fito Paez, Milton Nascimento e Ney Matogrosso, apenas ratifica que o gaúcho é um dos melhores compositores brasileiros. As 32 faixas próprias foram regravadas com tanto vigor, que soam inéditas. Ramil mexe no songbook, mas isso não presenta um artista preso ao passado. A história dele aponta para outro caminho. Filho de Pelotas, cidade gaúcha multifacetada, que conviveu intensamente com a cultura europeia e tem expressiva presença negra, ele explora as realidades regionais em um contexto universal desde o princípio. O resultado, evidente no novo álbum, é uma sonoridade original, sofisticada e ampla o bastante para quebrar os paradigmas que opõem sons campeiros e urbanos e insere rock, pop e folk no caldo da MPB. Entre muitas pérolas sonoras, destaque para a melancolia dilacerante de “Ramilonga”, que trata da solidão dos grandes centros urbanos.

Fonte: Satolep

Últimos Guias CDs