Bloc Party

Four

Bloc Party

Guias / CDs - Mariana Tramontina Publicado em 13/09/2012, às 09h56 - Atualizado às 09h57

Sem experimentações eletrônicas, banda de Kele Okereke volta às origens

Via de regra, discos fracassados confirmam a escolha por caminhos equivocados. Os integrantes do Bloc Party abriram os olhos para os avisos: depois de a banda amargar um hiato de quatro anos entre idas, vindas, inexpressivos trabalhos paralelos e rumores de ruptura, o vocalista Kele Okereke e seus companheiros religaram os amplificadores para voltar à largada inicial. Four é um bem-vindo retorno às origens do grupo, sem o malfadado flerte com experimentações eletrônicas de Intimacy (2008). Com destaque para as guitarras de Russell Lissack, os músicos soam vertiginosos e à vontade, como uma banda de rock ainda na garagem. Há baladas melódicas (“Day Four”, “V.A.L.I.S.”), embora sem clímax especial. As faixas mais inspiradoras estão na primeira metade, mas a pesada “We Are Not Good People” é certeira para o encerramento. Se o Bloc Party ainda não encontrou a direção perfeita, aqui parece pronto para retomar a trilha e mostrar que ainda pode ser relevante.

Fonte: Frenchkiss/Universal

Últimos Guias CDs