Carly Rae Jepsen
Divulgação

Kiss

Carly Rae Jepsen

Guias / CDs - Redação Publicado em 14/11/2012, às 20h08 - Atualizado às 20h12

A dona de um dos hits do ano deixa a desejar

A foto de Carly Rae Jepsen certamente vai ilustrar o verbete “hit de verão” nas retrospectivas deste ano. A canção “Call Me Maybe” da ex-competidora do Canadian Idol dominou as rádios da estação no Hemisfério Norte e chegou por aqui com o mesmo impacto. Para quem não exige demais, o segundo disco da cantora é até fácil de ouvir, com faixas eletrônicas bem produzidas, como “This Kiss” e “Good Time”. O problema é que elas são absolutamente genéricas, pop sem diferencial. Assim como o single que colocou a cantora no mapa, as canções são todas alegres e exultam uma fofura exagerada, a ponto de parecer que foram compostas por um unicórnio teen passeando pela Disney – algo que perde qualquer possível encanto quando se descobre que Carly já tem 26 anos. Toda essa candura dançante forma uma massa homogênea um tanto enjoativa. O fato é que ao final da audição é impossível tanto esquecer o refrão já batido e repetido exaustivamente de “Call Me Maybe” quanto lembrar de alguma porção contagiante de qualquer outra música do álbum. Kiss, na verdade, mais parece um grande tapa-buraco feito para justificar o hit.

Fonte: Universal

Últimos Guias CDs