Depois de uma pausa, banda indie retorna em disco com produção caseira
divulgação

Let’s Go Eat the Factory

Guided by Voices

Guias / CDs - MURILO BASSO Publicado em 13/02/2012, às 11h03 - Atualizado às 11h05

Depois de uma pausa, banda indie retorna em disco com produção caseira

Os sete anos de hiato foram suficientes para que Robert Pollard lançasse diversos trabalhos solo, suprindo a carência de um novo álbum do Guided By Voices. Gravado no melhor estilo Guided by Voices, ou seja, nas casas dos integrantes (no caso, Tobin Sprout, Mitch Mitchell e Greg Demos), Let’s Go Eat the Factory aposta nas usuais características da banda – tanto no que se refere à composição, como no que diz respeito à produção do disco: embora tenda ao lo-fi, há uma preocupação com o lado comercial e com a busca por uma sonoridade mais limpa. A melancolia dá as caras em “Hang Mr. Kite”, enquanto “The Big Hat and Toy Show” passeia pelo blues. “The Unsinkable Fats Domino” é um retorno à década de 80. “Doughnut for a Snowman”, melhor canção do disco, é marcada por um instrumental suave. Contudo, tudo soa fora de seu tempo. É impossível negar as boas intenções de Pollard: há excelentes canções, embora a sensação que permanece é a de que estamos ouvindo uma boa banda tentando se reencontrar em uma época em que ela não é mais necessária.

Fonte: Fire Records

Últimos Guias CDs