REVELAÇÃO - Juliana Kehl é um dos destaques do time das cantoras e compositoras
MARCOS HERMES/ DIVULGAÇÃO

Não Basta Cantar

Guias / CDs - Redação Publicado em 05/01/2010, às 21h00 - Atualizado às 21h01

Juliana Kehl

Juliana Kehl

Independente

Nova safra de cantoras busca lugar ao sol com trabalhos autorais

A música brasileira tem cantoras em profusão, que em muitos casos também compõem. É justamente o caso de quatro deste pacote. A paulistana Vanessa Bumagny vem com seu segundo álbum. Produzido por Zeca Baleiro, o disco traz ótimas canções, como “Ciúme não Mata” (Vanessa Bumagny/Zeca Baleiro), “Pétala por Pétala” (Vanessa/Chico César) e “Esquina do Encontro” (dela e Danilo Moraes). Dona de timbre doce e delicado, é intérprete segura. Cantora e compositora de qualidade, Juliana Kehl, também paulistana, investe em canções, sambas e cirandas em seu CD de estreia, entre elas “Rede de Varanda” e “Sinhô do Tempo” (ambas de autoria própria). O disco tem participações de Junio Barreto e Dominguinhos. A baiana Andrea Ferrer trabalha com mescla de gêneros em seu primeiro disco, revestindo de levada pop temas como “Chorando no Campo” (Lobão/ Bernardo Vilhena), “Reza” (Edu Lobo/Ruy Guerra), “Vida” (Chico Buarque) e apresentando composições próprias. O resultado é confuso e a voz da cantora aparece sem brilho. Fechando o pacote, temos a paulistana Dani Gurgel, que lança seu terceiro disco. Atua ao lado de autores de destaque da cena paulistana, como Vinícius Calderoni, Rafa Barreto e Tatiana Parra. As canções têm qualidade, casos de “Depois”, “Bate Pilão” e “Linha na Pipa”.

POR TONINHO SPESSOTO

Últimos Guias CDs