New York Dolls, álbum Cauze I Sez So

New York Dolls

Guias / CDs - Redação Publicado em 03/09/2009, às 10h26 - Atualizado às 10h31

New York Dolls

Cauze I Sez So

Warner

Banda precursora do punk faz feio ao reciclar todos os clichês do gênero

Membro do seleto hall do chamado protopunk, o New York Dolls passou 28 anos separado e, em 2004, efetuou o aguardado reencontro – com apenas dois membros originais, David Johansen e Sylvain Sylvain. O primeiro álbum pós-volta, de 2006, quase convenceu. Já este segundo não consegue esconder o fato de se tratar de uma banda com escassez de entrosamento e criatividade, amparada apenas pelas reminiscências de um passado proeminente. E o curioso é que, mesmo produzido por Todd Rundgren (por trás do álbum de estreia, de 1973), o novo disco não chega perto dos dois primeiros trabalhos nem se destaca por qualquer lampejo de originalidade. O NYD simplesmente copia diversos maneirismos e receitas prontas das bandas que influenciou, do punk ao new wave. A faixa-título até ensaia alguma empolgação, mas descamba em um refrão em coro que funciona melhor com o Rancid. Em “Better Than”, a voz cansada de Johansen almeja o estilo melódico e nasal de Joey Ramone. “Drowning” parece um cover obscuro do The Cult e a versão ska da clássica “Trash” (de 1973) é risível. O disco serve apenas para comprovar a máxima de que certas lendas deveriam ficar no passado.

POR CARLOS MESSIAS

Últimos Guias CDs