O Fogo Ainda Queima

Guias / CDs - Redação Publicado em 11/03/2010, às 07h14 - Atualizado às 11h08

Jimi Hendrix

Valleys of Neptune

Sony Music

Gravações inéditas não reinventam a roda, mas reforçam a genialidade do mestre

Com a aproximação dos 40 anos da morte de Jimi Hendrix, todo o catálogo do cantor e guitarrista vai ser relançado. Valley of Neptunes, que dá início ao programa, compila 12 gravações raras e inéditas, a maioria registrada nos primeiros meses de 1969, reunindo o Jimi Hendrix Experience, com Noel Redding no baixo e Mitch Mitchell na bateria. Jimi tinha acabado de lançar o aclamado Electric Ladyland e começava aí seu período de experimentações e jams no estúdio. Mas as gravações de Valleys of Neptune não representam nenhuma ligação entre o “velho” e o “novo” Hendrix. Não tem nada daquela teoria de que ele estaria caminhando para um som mais funky ou avant garde. “Valleys of Neptune”, “Mr. Bad Luck”, “Ships Passing Through the Night”, “Lullaby for the Summer” e “Crying Blue Rain”, as inéditas do lote, são disciplinadas, calcadas no psicodelismo e no som hard que tanta gente vinha emulando na época. Hendrix regravou as velhas conhecidas “Stone Free”, “Fire” e “Red House” (ele nunca ficou satisfeito com as gravações originais) e as canções soam mais arejadas e sem restrições, com os arranjos lembrando as versões ao vivo. “Sunshine of Your Love”, do Cream, que Hendrix adorava tocar ao vivo, surge em uma versão instrumental de estúdio. Já “Bleeding Heart” (de Elmore James) e “Hear My Train a Comin’” representam o lado blues de Hendrix.

Paulo Cavalcanti

Últimos Guias CDs