Passo Torto

Passo Torto

Passo Torto

Guias / CDs - PEDRO HENRIQUE ARAÚJO Publicado em 04/01/2012, às 15h50 - Atualizado às 15h55

Quarteto lança registro com paródias da cidade

O Íncrivel Exército de Brancaleone é um clássico do cinema italiano dos anos 60. Um cavaleiro atrapalhado comanda uma tropa mambembe pelas estradas europeias. Agora, o que isso tem a ver com o quarteto paulistano? A última música do álbum, “Cavalieri”, é uma homenagem ao filme, que segundo Kiko Dinucci, um dos autores, foi pensada como uma “coisa meio africana”, que para Rodrigo Campos, o outro autor, soou medieval. E começando pelo fim do álbum podemos explicar um pouco o Passo Torto, projeto formado inicialmente por Dinucci e Campos junto a Rômulo Fróes. Ao longo do caminho, convenceram o baixista Marcelo Cabral a se juntar a eles e agora lançam este primeiro álbum com 11 faixas bem amarradas. O CD não tem muitos instrumentos; a base é o violão virtuoso e preciso de Kiko Dinucci, que dá vez ao cavaquinho abusado de Rodrigo Campos, ao baixo bem marcado de Marcelo Cabral e à voz grave de Rômulo Fróes. E o melhor é que o disco continua percussivo. “Da Vila Guilherme até o Imirim”, um dos destaques, narra uma história dentro do ônibus entre dois bairros da zona norte paulistana. “Faria Lima pra Cá” fala da inauguração da nova estação do metrô, “Samuel”, já gravada no álbum do Metá Metá, conta pequenos “causos” do cotidiano da metrópole. Há ainda espaço para músicas mais românticas, como a belíssima “Por Causa Dela”, e para músicas de cunho sexual, uma nova faceta de Rodrigo Campos, em “Sem Título sem Amor”..

Fonte: YB Music

Últimos Guias CDs