Daft Punk

Random Access Memories

Daft Punk

Guias / CDs - Carlos Eduardo Lima Publicado em 13/05/2013, às 10h57 - Atualizado às 10h59

Sétimo trabalho da dupla francesa tem referências variadas

A ideia dos androides Thomas Bengalter e Guy-Manuel de Homem-Christo é proporcionar aos ouvintes (e a eles mesmos) uma passagem no túnel do tempo. O destino? Algum lugar musical da Costa Oeste norte- -americana entre 1980 e 1983. Revisionismo não é novidade para quem acompanha o trabalho do Daft Punk. Mas isto pode ser a chegada do Santo Graal para o pessoal mais jovem. O hit “Get Lucky” e seu chacundum guitarreiro a cargo do ex-Chic Nile Rodgers é a ponta do iceberg que é Random Access Memories. Há homenagem a Giorgio Moroder, que ganha faixa com seu nome com mais de nove minutos de viagens em loopings eletro disco; há acenos ao Chic em “Give Life Back to Music”; boas-vindas ao rock-semiprogressivo do Alan Parsons Project em “Instant Crash”; abraços ao adult oriented rock em “Fragments of Time”; e mixes de vocais de rock de arena com beats de Kraftwerk em “Doin’ It Right”. Detalhes interessantes como bateria “humana”, uso de sintetizadores vintage e a apropriação enciclopédica de um período bem fértil da música pop credenciam o disco para curtição total.

Fonte: Sony

Últimos Guias CDs