-

Ready to Die

Iggy & the Stooges

Guias / CDs - Carlos Messias Publicado em 07/06/2013, às 17h14 - Atualizado às 17h16

Primeiro álbum com James Williamson em 40 anos decepciona

Exatos 40 anos após Raw Power, que fechou a discografia da primeira era dos Stooges, James Williamson novamente substitui Ron Asheton (que morreu em 2009) na guitarra. Ele também produz este que é o segundo disco da sobrevida da banda. Infelizmente, nada dos riffs virulentos e solos tempestuosos que, em 1973, tornaram-no um dos músicos mais influentes do rock barulhento. Ready to Die não passa de um desvio no plano de aposentadoria do vovô James, que vinha trabalhando como executivo no ramo de eletrônicos. O álbum é inferior ao já mediano The Weirdness (2007), e se compara, no máximo, aos mais recentes (e também mais fracos) discos de Iggy Pop. O sucesso, tanto em Raw Power quanto em Kill City (de 1977, o primeiro solo do vocalista), estava justamente na mão de ferro do guitarrista, que impunha ora uma dinâmica avassaladora, ora uma atmosfera sombria. Sem esse componente, um Iggy Pop já desgastado criativamente toma conta. Como já diz o título, a banda está pronta para morrer.

Fonte: Fat Possum

Últimos Guias CDs