Moraes Moreira
divulgação

A Revolta dos Ritmos

Moraes Moreira

Guias / CDs - Marcos Lauro Publicado em 10/08/2012, às 14h31 - Atualizado às 14h33

Era para ser um disco só de samba, mas acabou sendo de tudo um pouco

Em “A Revolta dos Ritmos”, música que dá nome ao CD, o próprio Moraes Moreira explica o conceito: “Eu quis fazer um disco só de samba/mas o baião ficou tão enciumado/.../ cantar só samba eu já não me atrevo/lá vem o frevo fazendo o arrastão”. Moreira faz uma grande festa com ritmos brasileiros e homenageia alguns heróis dessa cultura, como Jorge Amado (“Feito Jorge Ser Amado”). No meio de tantos ritmos, há espaço para o bolero “No iPod do Seu Coração” – seria uma atualização de “Sintonia”, aquela do “pra tocar no rádio do seu coração”? “O Brasil não Tá Pronto” é um cordel que serve como crítica social e tem refrão marcante. Já “A Dor e o Poeta” é uma poesia musicada, de beleza e sensibilidade ímpar. Todas as letras são de Moreira (com exceção de “Feito Jorge Ser Amado” e “Rapas e Religiões”, feitas em parceria com Fred Góes), o que mostra que a safra atual rivaliza de igual para igual com os clássicos dos Novos Baianos. O frevo se encarrega de terminar o CD em alto-astral com “A Praça, o Povo e o Poeta”.

Fonte: Biscoito Fino

Últimos Guias CDs